Publicidade

Estado de Minas

Passageiros reclamam de aumento da tarifa do metrô de BH

Tarifa passou para R$ 2,90 e passageiros reclamam que a qualidade do transporte não condiz com o valor cobrado


postado em 08/07/2019 11:44

Vendedor Thiago Martins Rezende, de 28 anos, reclamou que apesar do aumento não há melhorias no serviço(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Vendedor Thiago Martins Rezende, de 28 anos, reclamou que apesar do aumento não há melhorias no serviço (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)


Os passageiros que utilizam o serviço de metrô de Belo Horizonte e Contagem amanheceram pagando mais caro. O bilhete passou de R$ 2,40 para R$ 2,90 e apesar do incremento, passageiros se queixam de um transporte que não tem oferecido um serviço condizente.

"É mais dinheiro para a gente desembolsar. E sem uma contrapartida. Precisava trocar os trens, instalar ar condicionado. As conexões são poucas demais. No meu caso, ajudaria demais se o metrô chegasse em Betim", disse o vendedor Thiago Martins Rezende, de 28 anos, ao passar pela Estação 1º de Maio, Região Norte de BH, na manhã desta segunda-feira.

A advogada Adriana Claudina, de 42 anos, reclamou da superlotação dos trens(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
A advogada Adriana Claudina, de 42 anos, reclamou da superlotação dos trens (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)


Para a advogada Adriana Claudina, de 42 anos, o pior é a superlotação dos trens. "Enfrentamos aumentos e não vemos uma ampliação condizente do sistema. Pago passagem para mim e para meu filho, que estuda no CEFET. Ele sempre reclama que pega o trem lotado e precisa  circular no aperto, sem nunca poder se assentar", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade