Publicidade

Estado de Minas

Operário morre após cair em fosso de 10 metros de altura na Usiminas

O operário foi levado ao hospital Márcio Cunha, no sábado, passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos


postado em 07/07/2019 19:14 / atualizado em 07/07/2019 19:22

Acidente aconteceu na Usiminas, em Ipatinga(foto: Wolmer Ezequiel/Diario do Aco)
Acidente aconteceu na Usiminas, em Ipatinga (foto: Wolmer Ezequiel/Diario do Aco)

Morreu na madrugada deste domingo o maquinista Gilcimar Borges da Silva, de 38 anos. Ele caiu  em um fosso de 10 metros de altura enquanto trabalhava na siderúrgica Usiminas, em Ipatinga, no Vale do Aço, por volta das 22h30 de sábado, sofrendo politraumatismo. O operário foi levado ao hospital Márcio Cunha, passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

Gilcimar, que trabalhava há dez anos na empresa, se acidentou na aciaria, área da usina onde o ferro é convertido em aço e deixou mulher e três filhos. Em nota, a empresa prestou condolências à família e informou que “durante realização de retirada do carro torpedo, na balança de Guia 2, o operário sofreu uma queda que ocasionou fraturas e foi encaminhado ao hospital consciente, onde foi submetido a uma cirurgia e veio a falecer na madrugada de domingo”.

Gilcimar é a segunda vítima fatal por acidente de trabalho dentro da siderúrgica, considerada a maior fabricante de aços planos da América Latina. O último ocorreu em 8 de agosto de 2018. Na ocasião, Luís Fernando Pereira, de 38 anos, morreu por inalar gás durante serviço de rotina numa tubulação da siderúrgica. Dois dias depois, um dos quatro gasômetros da empresa explodiu, deixando 34 trabalhadores feridos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade