Publicidade

Estado de Minas

Mulher transexual é impedida de usar banheiro feminino em Lavras

Mulher de 36 anos disse que caso ocorreu em um bar no centro da cidade. Ela pretende acionar a Justiça


postado em 04/07/2019 11:54 / atualizado em 04/07/2019 12:01



Uma transexual de 36 anos pretende acionar a Justiça contra o garçom de um bar que impediu que ela usasse o banheiro feminino. O caso ocorreu no centro de Lavras, Sul de Minas Gerais. Veja a reportagem da TV Alterosa acima. 

Bruna tem 36 anos. Ela diz que há uma semana viveu uma situação que considera constrangedora. “Eu fiquei muito chateada, me senti humilhada, desvalorizada com tudo o que aconteceu. Porque, em pleno século 21, um domingo, sete da noite, acontecer isso comigo?”, comentou. 

A mulher preferiu não mostrar o rosto. Ela disse que estava com amigos no estabelecimento quando se levantou para ir ao banheiro. Quando tentava entrar no feminino, ela foi barrada por um funcionário que a mandou usar o banheiro masculino. 

Bruna diz que nunca passou por algo parecido, usa o banheiro feminino normalmente na faculdade, aeroportos e outros locais. “Eu poderia sofrer um abuso no banheiro masculino, ser agredida, sofrer bullying”, disse. 

A reportagem da TV Alterosa procurou o garçom para falar sobre o caso, mas ele não foi encontrado. À polícia, ele disse que tudo não passou de um mal-entendido. No dia seguinte, Bruna procurou uma advogada para processar o garçom. 

Uma defensora ouvida pela reportagem explica que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu recentemente que basta a autodeclaração para se fazer valer o gênero da pessoa, e que a transexual tem o direito de usar o banheiro feminino.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade