Publicidade

Estado de Minas

Linha de trem, estação cidadania: veja medidas tomadas para recuperar Brumadinho

As ações foram anunciadas nesta sexta-feira por representantes do Governo Federal. Entre elas, está a criação de uma linha de trem entre BH e a cidade


postado em 14/06/2019 16:07 / atualizado em 14/06/2019 17:05

Medidas foram anunciadas pelo ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A.Press)
Medidas foram anunciadas pelo ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A.Press)

Uma das estruturas constituídas para ser referência na retomada da vida produtiva e social da comunidade de Brumadinho, após a tragédia do rompimento das barragens da Vale na Mina Córrego do Feijão, foi inaugurada nesta sexta-feira. A Estação da Cidadania promete cursos profissionalizantes e resgate da cidadania após a maior devastação socioambiental do Brasil.

Quase seis meses depois de as barragens se romperem, matando 246 pessoas e tendo, ainda, 24 desaparecidos, a força-tarefa interministerial do governo federal e os parceiros do estado, município e iniciativa privada garantem, ainda, Internet pública banda larga, escolas profissionalizantes, formação culturas, transporte por trem e rodoviário a turistas e várias outras ações para beneficiar os atingidos.

Nesse novo espaço, a comunidade terá acesso a várias estruturas que ainda poderão ser ampliadas, como pista de skate, parquinho com brinquedos, espaços de convivência ao ar livre, quadra poliesportiva, espaços para eventos, biblioteca, sala multimídia e bicicletário.

O ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou a consternação que a situação trouxe para os mineiros e brasileiros, mas apontou ações que sua pasta poderá implementar, sobretudo para que a comunidade não seja extremamente dependente da mineração, como ocorre atualmente. "A cidade precisa diversificar sua economia e o povo, assim, voltar a ter esperança. Não chegarmos naquele sentimento de abandono, como há em Mariana", comparou.

Espaço Cidadania terá vários serviços disponíveis para a população(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A.Press)
Espaço Cidadania terá vários serviços disponíveis para a população (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A.Press)


Ações anunciadas


Entre as ações que o ministro anunciou, dentro das políticas relacionadas a sua pasta, destacou a construção de um memorial para as vítimas do rompimento e o lançamento de um trem de passageiros entre BH e a cidade. "Houve, por 13 anos, um desencontro de agenda que foi superado agora com a MRS (que tem a concessão ferroviária do trecho) para uma ferrovia de BH, saindo do Museu de Artes e Ofícios, na Praça da estação, e o Inhotim, em Brumadinho", conta. Seriam 52 quilômetros de trecho entre os museus, com pelo menos 2 mil pessoas transportadas em duas viagens diárias, segundo o ministro.

Outro projeto que o ministro Álvaro Antônio considerou importante no setor de logística é a implantação de um aeroporto regional em Betim, na Grande BH, podendo fazer a interligação com Brumadinho. O projeto dessa estrutura já está pronta. "Temos preparado também linhas de crédito para capital de giro para todos o setores prejudicados, como o de hotéis, restaurantes e pousadas. Temos, pelos menos, 400 milhões para linhas de crédito, com pelo menos 3 anos de carência, para que o empresariado possa ter fôlego", calcula.

Recuperação


Articulador da força-tarefa do governo federal com entes de estado, município e iniciativa privada, o ministro da cidadania Osmar Terra, destacou a vocação da Estação Cidadania na recuperação de Brumadinho. "O turismo é uma vocação natural de Brumadinho com suas riquezas naturais e culturais, como o Inhotim, e que podem ser a saída para que a cidade não seja totalmente dependente da mineração. A mineração deve ser feita com responsabilidade e repensada", afirma terra.

Nessa articulação com vários setores, Terra destaca algumas atitudes para que Brumadinho se erga como uma referência regional na Grande BH. "São várias parcerias que estamos tentando. Com AmBev, para criar uma grande escola de teatro, trazendo grandes atores para a formação de artistas; a lei de incentivo à cultura para auxiliar em ações do Inhotim", disse.

Entre as estruturas com o Ministério da Saúde e a Secretaria de estado de Saúde, o ministro aponta que a ampliação do hospital de Brumadinho, dobrando seus leitos e criando 10 vagas de CTI para a região, podem trazer mais desenvolvimento, conforto e empregos.

Na estação inaugurada, uma das oportunidades será o fornecimento de banda larga por meio do satélite nacional, sendo que, nas próximas semanas, o fornecimento de dados por esse meio estará disponível para a comunidade.

No setor agrícola, o ministro informou que várias empresas e supermercados estão interessados em comprar a produção agrícola, ao mesmo momento que os governos federal e estadual fornecerão tecnologia e meios para a irrigação e linhas de crédito para a produção, sobretudo de hortaliças, uma vocação regional.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade