Publicidade

Estado de Minas

Perseguição termina em acidente em BH e drogas apreendidas

Criminosos não acataram ordem de parada pelos policiais e fugiram em alta velocidade por várias vias, inclusive o Anel Rodoviário. Veículo só parou após acidente na Avenida Antônio Carlos


postado em 14/06/2019 14:47 / atualizado em 14/06/2019 14:54

Carro dos criminosos se envolveu em acidente na Avenida Antônio Carlos(foto: Polícia Militar / Divulgação)
Carro dos criminosos se envolveu em acidente na Avenida Antônio Carlos (foto: Polícia Militar / Divulgação)

Uma perseguição da Polícia Militar (PM) a criminosos provocou medo e colocou em risco veículos, motoristas e pedestres nesta sexta-feira. Bandidos não acataram a ordem de parada e fugiram em alta velocidade por diversas vias da Região Noroeste de Belo Horizonte, inclusive o Anel Rodoviário. O veículo só parou depois de um acidente na Avenida Antônio Carlos. Dois homens foram presos. Foram apreendidas com eles 20 barras de maconha.

Militares em patrulhamento pelo Bairro Aparecida, na Região Noroeste, suspeitaram da atitude de dois homens que estavam em um carro. “Foi dada ordem de parada, mas os ocupantes ignoraram e fugiram em alta velocidade”, disse o tenente Diego Crispim Barreto, do tático móvel do 34º Batalhão da PM.

A perseguição teve início nas proximidades da Avenida Américo Vespúcio. Em alta velocidade, os criminosos passaram por diversas vias. “Eles chegaram a bater na viatura da PM, fugiram pelo Anel Rodoviário. Colocaram em risco vários motoristas de carros e motos, passando por diversos bairros da cidade, contou o tenente.

Dupla estava com 20 barras de maconha(foto: Polícia Militar / Divulgação)
Dupla estava com 20 barras de maconha (foto: Polícia Militar / Divulgação)
Na alça de acesso do Anel Rodoviário, na Avenida Antônio Carlos, o condutor do veículo perdeu o controle da direção e bateu no canteiro central. O carro subiu na calçada e parou ao bater em um barranco. Nas buscas, foram encontradas 20 barras de maconha com os homens.

Os dois ocupantes, que não tiveram os nomes divulgados, não quiseram dizer nada aos policiais. “Até o momento, não detectamos outras passagens policias dos indivíduos”, comentou Crispim. Eles foram encaminhados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan 4) no Bairro Alípio de Melo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade