Publicidade

Estado de Minas

Desabamento de prédio em BH assusta moradores e mobiliza bombeiros

Parte de prédio de cinco andares desabou na tarde desta quarta-feira. Ao menos duas pessoas estavam no local. Elas conseguiram sair sem ferimentos


postado em 12/06/2019 15:54 / atualizado em 12/06/2019 19:20

Três andares do prédio desabaram na tarde desta quarta-feira(foto: Tulio Santos/EM/DA Press)
Três andares do prédio desabaram na tarde desta quarta-feira (foto: Tulio Santos/EM/DA Press)

O desabamento parcial de um prédio por pouco não provoca uma tragédia em Belo Horizonte. Parte da estrutura do imóvel, de cinco andares, caiu. Ao menos duas pessoas, entre elas uma criança, estavam no local quando o incidente aconteceu. Elas não sofreram nenhum ferimento. O Corpo de Bombeiros faz buscas para certificar que não há vítimas. A Defesa Civil avalia a estrutura do prédio.

O prédio está localizado na Rua D, no Bairro Solar do Barreiro, em Belo Horizonte. Vizinhos se assustaram com o desabamento. “Estava dentro de casa quando um estrondo. Em seguida, uma fumaça subiu. Achei, primeiro, que um caminhão carregado de areia tinha se acidentado, mas depois vi que era o prédio”, afirmou Maria das Graças Paulentino, de 60 anos, que mora na mesma rua.

Segundo ela, duas pessoas estavam dentro do imóvel que cedeu. “Tinha uma mulher e a filha dela pequena. Graças a Deus, elas conseguiram sair sem nenhum ferimento”, afirmou. Maria das Graças conta que no momento do desabamento, vários vizinhos correram para a rua desesperados.

As causas do desabamento ainda serão investigadas. Militares do Corpo de Bombeiros seguem no local fazendo buscas nos escombros para certificar que não há mais vítimas. Cães farejadores, inclusive que atuaram na tragédia de Brumadinho, ajudam nos serviços.

Defesa Civil fez visita

Três pavimentos desabaram(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Três pavimentos desabaram (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Moradores vizinhos ao prédio que desabou afirmam que agentes da Defesa Civil Municipal de Belo Horizonte estiveram no prédio em janeiro deste ano. “Já tinham vindo conversar com o pessoal. Aqui passa trem, tinha trincas, e ainda teve muita chuva. Todo mundo tinha medo de acontecer algo”, disse Maria das Graças.

Agentes da Defesa Civil de Belo Horizonte estão no local para fazer uma avaliação na estrutura que ainda está de pé. Em posicionamento, o órgão confirmou que vistoriou o imóvel e que "solicitou intervenções preventivas", que não foram implantadas pelos responsáveis.

 

A Defesa Civil também destacou que toma todas as providências necessárias no local.  

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade