Publicidade

Estado de Minas

Jovem se diz médico, comete erros em UPA na Grande BH e foge

Homem chegou na unidade de saúde dizendo que iria substituir um médico. Ele chegou a atender dois pacientes, mas profissionais desconfiaram das prescrições passadas por ele


postado em 08/06/2019 17:05 / atualizado em 09/06/2019 13:02

Caso aconteceu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito(foto: Reprodução / Google Street View)
Caso aconteceu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito (foto: Reprodução / Google Street View)

A polícia está à procura de um jovem que se passou por médico e fez consultas neste sábado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro São Benedito, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Profissionais da farmácia do posto desconfiaram da atuação do profissional após pegarem prescrições com erros. Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), ele afirmou para uma gerente que era médico residente, mas não falou onde se formou e desde quando fazia residência. Ao ser pedido para aguardar, ele fugiu do local antes da chegada dos policiais.

A ocorrência foi registrada na manhã deste sábado. Segundo as informações que consta no boletim de ocorrência da PM, o jovem chegou na UPA e se identificou como médico que iria fazer uma substituição. O nome passado por ele, constava no sistema administrativo. Por causa disso, foi autorizado a trabalhar no local.

Segundo a PM, o médico entrou para o serviço e atendeu dois pacientes. Funcionários da farmácia estranharam os receituários médico entregues nas duas consultas, pois continham erros. Por causa disso, acionaram a gerente da unidade, que pediu para outro médico que estava de serviço avaliar o outro profissional. Ao verificar os receituários, notou várias inconsistências.

Por causa disso, o médico foi até o homem e passou a questioná-lo, segundo a PM. Diante das alegações, o suspeito afirmou que era residente. No boletim de ocorrência consta que ele se mostrou confuso ao ser questionado sobre em qual faculdade de formou, e quanto tempo fazia residência. Devido a isso, os profissionais da UPA acionada a PM.

Antes da viatura chegar no local, o homem conseguiu sair da unidade e fugiu. Um telefone celular deixado por ele foi contatado, mas sem sucesso. A ocorrência foi encerrada na delegacia de Santa Luzia.

O que diz a prefeitura...

Por meio de nota, a Prefeitura de Santa Luzia afirmou que o homem era um “golpista”. “Um homem que trajava uniforme típico de médico, se apresentou à portaria da UPA São Benedito como médico plantonista do dia. Já percebendo algo de estranho, o médico foi conduzido e indagado pelo corpo clínico do local sobre o que fazia. Nesse momento, alegou trabalhar também na UPA Centro-Sul e UPA Leste em Belo Horizonte Quando indagado sobre prescrições comuns que qualquer médico saberia indicar, foi constatada a completa ignorância do golpista, que evadiu do local rapidamente.Estamos detalhando o ocorrido para verificar novos desdobramentos”, informou. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade