Publicidade

Estado de Minas

Cachorro Bento é encontrado e empresa pagará recompensa de R$ 20 mil a duas pessoas

Desaparecido desde a sexta-feira 24 de maio, o animal foi localizado em uma mata no Bairro Confisco, na divisa entre Contagem e Belo Horizonte. Ele passa bem e ficará com responsáveis indicados pelos donos, que estão fora do país


postado em 01/06/2019 11:40 / atualizado em 01/06/2019 19:13

(foto: Vitor Primo/Divulgação)
(foto: Vitor Primo/Divulgação)

O drama do sumiço do Bento, cachorro chow chow que estava desaparecido desde 24 de maio, terminou na manhã deste sábado. O animal foi encontrado oito dias depois em uma mata no Bairro Confisco, em Contagem, segundo a equipe da DogHero responsável por receber as informações do possível paradeiro e cuidar dele, quando ocorreu o desaparecimento.  
 
O proprietário de Bento, o engenheiro Vitor Primo, que ainda está em Portugal, enviou agradecimento ao Estado de Minas que relatou a história em primeira mão. Ele agradeceu a todos que ajudaram na busca do animal de extimação. "Encontramos o Bento. Não temos palavras para expressar nossa gratidão por cada um de vocês que nos ajudaram e nos apoiaram nesse momento de angústia. Em nossos corações, transborda amor e alegria. Muito obrigado."   
 
 Como os donos ainda estão fora do Brasil, o cachorro esta em avaliação por uma equipe médica veterinária e ficará sob a tutela dos responsáveis indicados pelos proprietários do animal. “Bento foi encontrado em bom estado de saúde e está recebendo atendimento veterinário no Bairro Castelo. Ele está acompanhado do anfitrião e de um colaboraador da DogHero, que confirmaram por vídeo com os tutores de que era mesmo ele”, informou a empresa por nota. 
 


Ainda segundo informações da empresa, Bento não apresenta ferimentos, apenas estava arredio e cansado. Mas, ainda portava as identificações, como no dia em que desapareceu. Situação que facilitou o reconhecimento.

O animal pertence a um engenheiro civil que, na quinta-feira (23/05), viajou com a família para Portugal e não tinha com quem deixá-lo.

Recompensa 

 

Ainda de acordo com a empresa, duas pessoas repassaram todas as coordenadas para que Bento fosse encontrado e dividirão o valor da recompensa de R$ 20 mil. As identidades não foram reveladas. A quatia foi disponibilizada pela DogHero e patrocinadores e será pago na próxima segunda-feira. 


Operação de resgate


O DogHero informou que foi montada uma verdadeira operação para tentar encontrar Bento, incluindo até a contratação de serviços de drone para as buscas em uma mata e em um córrego situados perto da área onde o animal sumiu. Também foi contratado, em firma especializada de São Paulo, serviço de buscas com cão farejador, que será iniciado hoje.

 


A empresa proprietária do aplicativo informou, que, além da veiculação nas redes sociais, o anúncio da recompensa foi feito por meio de 12 mil panfletos (“flyers”) distribuídos junto ao comércio e ambulantes e colado em locais estratégicos da região do Bairro Castelo, onde, desde a manhã de sábado, também era feita a divulgação por meio de um carro de som. A busca também foi divulgada entre grupos de motoristas de aplicativos e taxistas.


Existia ainda a preocupação de evitar que o chow chow fosse vendido ilegalmente. “Estamos monitorando sites de compras e venda – OLX, Mercado Livre, etc –, pois sabemos que há risco de tentarem vender Bento”, informou a DogHero antes de Bento ser encontrado. 

 Com informações de Luiz Ribeiro


Publicidade