Publicidade

Estado de Minas

Polícia investiga assassinato de adolescente encontrada com cabeça em banheira

A garota foi encontrada pela mãe com sinais de violência deitada em uma cama e com a cabeça dentro de uma banheira com água


postado em 16/05/2019 17:27 / atualizado em 16/05/2019 18:07

Garota foi encontrada morta dentro de uma casa(foto: Google Street View/Reprodução)
Garota foi encontrada morta dentro de uma casa (foto: Google Street View/Reprodução)

Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil para investigar o assassinato brutal de uma adolescente de 13 anos em Nova Serrana, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. A garota foi encontrada pela mãe com sinais de violência deitada em uma cama e com a cabeça dentro de uma banheira com água. Nenhum suspeito do crime foi identificado. As causas do homicídio também são mistério.

O crime aconteceu na tarde dessa quarta-feira. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), a mãe da garota, de 34 anos, afirmou que saiu de casa, localizada na Avenida Amaral, no Bairro Novo Horizonte, por volta de 11h50 e foi trabalhar. A filha dela ficou no imóvel. As duas conversaram por meio de um telefone às 15h.

A mulher contou que retornou do trabalho por volta das 17h10. Quando entrou na casa, já encontrou a adolescente em cima da cama com a cabeça dentro de uma banheira com água. Ela já não apresentava sinais vitais.

A perícia da Polícia Civil constatou sinais de luta corporal na casa, como objetos caídos no chão. A vítima tinha lesões no pescoço, semelhante a esganadura. Testemunhas afirmaram que ouviram gritos por volta das 17h15 da residência.

As causas do crime ainda são um mistério. Familiares afirmaram que a garota não tem namorado, não fazia uso de drogas e não possuía inimigos. O telefone celular da vítima não foi localizado na residência. O corpo foi removido por uma funerária da cidade.

A Polícia Civil informou que abriu inquérito policial para apurar os fatos. “A perícia compareceu ao local e foi constatado que não houve arrombamento na casa. Somente o celular da vítima foi levado.  Foram identificadas diversas lesões no pescoço da vítima. Equipes já ouviram a mãe, as amigas e a diretora da escola onde a vítima estudava. No momento, são várias linhas de investigação”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade