Publicidade

Estado de Minas

Incêndio atinge loja de móveis no Bairro Sagrada Família

Ninguém ficou ferido na ocorrência, que deslocou militares de dois batalhões do Corpo de Bombeiros


postado em 15/05/2019 22:41 / atualizado em 15/05/2019 23:44

Ver galeria . 10 Fotos Uma loja de móveis pegou fogo na Avenida Silviano Brandão, entre as ruas Itajubá e São Rafael, em BH Marcos Vieira/EM/D.A press
Uma loja de móveis pegou fogo na Avenida Silviano Brandão, entre as ruas Itajubá e São Rafael, em BH (foto: Marcos Vieira/EM/D.A press )
 

O Corpo de Bombeiros atendeu, na noite desta quarta-feira (15), a uma ocorrência de incêndio em Belo Horizonte. Uma loja de móveis pegou fogo na Avenida Silviano Brandão, entre as ruas Itajubá e São Rafael, na altura do Bairro Sagrada Família, Região Leste da cidade.

 

 

Ao menos três caminhões da corporação se deslocaram para atender a ocorrência. Por volta das 23h10, militares do Corpo de Bombeiros informaram que as chamas haviam sido controladas e que seria feito o trabalho de rescaldo no local.

 

 

 

 

Proprietário da loja há dois anos ao lado de um sobrinho, Antônio Paulo, de 44 anos, garante que a documentação do imóvel estava em dia. "Temos que aguardar os bombeiros, mas todos os disjuntores estavam desligados. É um protocolo de segurança nosso. Não tinha gás também. A documentação estava toda em dia. Tudo certinho”, lamentou. O comércio não tem seguro contra incêndios.

 

 

A reportagem também conversou com os primeiros militares que atenderam a ocorrência. Eles estavam de plantão na partida entre Atlético e Santos, válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e chegaram ao local do fato assim que receberam o chamado.

 

 

Segundo os oficiais, os trabalhos duraram cerca de 40 minutos e reuniram esforços do 1° e do 3° batalhões do Corpo de Bombeiros. “Quando chegamos, a loja estava toda em chamas. Nossa prioridade era proteger as edificações vizinhas porque logo atrás da loja há uma residência com telhado e parede próximos. Começamos com proteção e depois ataque às chamas”, contou a aspirante Patrícia Castro, que coordenou a operação.

 

 

De acordo com Patrícia, 20 militares participaram da força-tarefa. Cerca de nove mil litros de água foram gastos. Quanto às condições do tempo, ela disse que a chuva não influenciou nos trabalhos.

 

 

A Guarda Municipal prestou apoio aos bombeiros na ocorrência, interditando o trecho da Silviano Brandão próximo a loja. A Defesa Civil deve visitar o local para verificar as condições das estruturas atingidas. As causas serão indicadas pela perícia Polícia Civil.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade