Publicidade

Estado de Minas

Cadelas vítimas de maus-tratos são resgatadas pela Polícia Civil, na Região Leste de BH

Animais foram encaminhadas para a faculdade de veterinária, onde os cães serão atendidos para, posteriormente, estar aptos para ser doado


postado em 10/05/2019 17:34 / atualizado em 10/05/2019 17:48

Ver galeria . 5 Fotos Polícia Civil/ divulgação
(foto: Polícia Civil/ divulgação )
Duas cadelas foram resgatadas vítimas de maus-tratos nesta sexta-feira, no Bairro Nova Vista, Região Leste de Belo Horizonte. Uma denúncia levou a Polícia Civil até o endereço, onde localizou os animais em uma situação de completo abandono, em um ambiente sujo, com fezes e lixo.

Um homem, suspeito, foi ouvido e autuado por maus-tratos – crime previsto no Artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais. Como determina a legislação, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), em que o suspeito se responsabiliza em comparecer ao Juizado Especial. O Chefe do Dema, Delegado Bruno Tasca, ressaltou o trabalho.

“É de suma importância que a população denuncie este tipo de delito para que a polícia possa investigar e resgatar animais vítimas de maus-tratos. Não podemos ser coniventes com este tipo de situação. A equipe de hoje realizou um grande trabalho e os cães já estão recebendo os devidos cuidados. É muito gratificante poder ajudar estes seres que, muitas das vezes, são considerados indefesos e fracos,” concluiu.

A ação policial foi decorrente de uma investigação realizada pela equipe da Delegacia Especializada em Investigação de Crimes contra a Fauna, pertencente ao Departamento Estadual de Investigação de Crimes contra o Meio Ambiente (Dema).

As cadelas "sem raça definida" (SRD) foram encaminhadas para a faculdade de veterinária parceira da Polícia Civil, onde os cães serão atendidos para, posteriormente, estar aptos para ser doados.

Os interessados deverão procurar o Dema (Rua Bernardo Guimarães, 1.571, 2º andar, Lourdes), em Belo Horizonte.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade