Publicidade

Estado de Minas

PBH já identificou 16 jacarés na Lagoa da Pampulha; veja as fotos da 'família'

O mapeamento já mostrou a presença de jacarés adultos e filhotes. Os trabalhos vão continuar até o mês


postado em 10/05/2019 17:23 / atualizado em 10/05/2019 19:13

Ver galeria . 8 Fotos 16 jacarés já foram identificados pela PBHPBH/ Divulgação
16 jacarés já foram identificados pela PBH (foto: PBH/ Divulgação )
Engana-se quem pensa que na Lagoa da Pampulha, um dos principais cartões postais da cidade, habita um único jacaré "gordo e tranquilo". De acordo com a Prefeitura, pelo menos 16 répteis já foram identificados. Porém, os trabalhos vão continuar até o mês que vem e o número ainda pode aumentar. A informação foi confirmada na noite desta sexta-feira.

No ano passado, depois de estabelecer um plano de manejo para as capivaras que vivem na orla do maior lago urbano da capital, a prefeitura anunciou que fará um censo para conhecer melhor a “família jacaré”. A meta é estabelecer a quantidade, a idade dos indivíduos, a espécie, os locais de reprodução e a interação com o meio ambiente. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos até junho. 


O processo também é importante para disciplinar o retorno dos esportes náuticos e da pesca amadora ao complexo que detém o título de patrimônio cultural da humanidade.

De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, os trabalhos de contagem começaram em fevereiro e ocorrem durante o dia e à noite. O mapeamento já mostrou a presença de jacarés adultos e filhotes.

A administração municipal ainda informou que somente depois da conclusão do censo será feito um plano para os animais.


Publicidade