Publicidade

Estado de Minas

Rodovias que cortam BH registram lentidão nesta quinta-feira

O grande fluxo de veículos complica o trânsito na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Situação mais crítica é na BR-381, no trecho em direção ao Espírito Santo


postado em 18/04/2019 08:04 / atualizado em 18/04/2019 08:47

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

Motoristas que deixam a capital mineira para passar o feriado já enfrentam lentidão em algumas rodovias que cortam a cidade. A situação mais complicada é na BR-381, em direção ao litoral capixaba. O fluxo intenso atrasa a viagem no trecho. Na Fernão Dias, um acidente interrompeu o tráfego em parte da rodovia. A neblina dificultou a visibilidade nesta manhã de quinta-feira.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o fluxo na BR-381, entre Belo Horizonte e o Espírito Santo, começou a se intensificar por volta das 6h. AS obras e o grande número de veículos vem atrasando a viagem dos motoristas. Até João Monlevade, saindo da capital mineira, a previsão é que o percurso seja feito em aproximadamente três horas. Não há relatos de acidente.

Já na BR-381, no trecho em direção a São Paulo, os motoristas também enfrentam lentidão. No km 479, próximo a curva da “Toshiba”, o grande número de veículos deixa o trânsito lento. Já no km 947 da rodovia, em Extrema, no Sul de Minas Gerais, um acidente interditou parte da pista. Não há informações sobre feridos. Viaturas da Autopista Fernão Dias, concessionária responsável pela estrada, atenderam a ocorrência.

Trânsito lento no entorno da rodoviária de Belo Horizonte(foto: BHTrans/Divulgação)
Trânsito lento no entorno da rodoviária de Belo Horizonte (foto: BHTrans/Divulgação)


Muitas pessoas  também recorrem a rodoviária de Belo Horizonte para deixar a cidade. O trânsito no entorno do terminal ficou congestionado nesta manhã. Agentes da BHTrans, Guarda Municipal e Polícia Militar (PM) fazem uma operação para dar mais fluidez aos veículos.

Atenção nas estradas


Interdições, rodovias degradadas, previsão de chuva e fiscalização exigirão prudência dos motoristas que deixam a capital mineira para o litoral e o interior, com o início do feriado da semana santa. E para quem circula em outras áreas do estado também. Segundo o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG), 30 trechos de 26 rodovias estaduais estão com algum problema na pista, causando bloqueios totais ou parciais.

Operação


Os motoristas também deverão ter atenção quanto aos radares. Serão 459 equipamentos espalhados pelo estado, todos funcionando normalmente, segundo o DEER/MG. A operação nas estradas mineiras começa a partir desta quinta-feira, quando o movimento de veículos tende a aumentar devido à semana santa. Ações serão intensificadas pelo departamento responsável pelas estradas mineiras. O órgão também vai limitar o tráfego de veículos de grande porte em estradas de pista simples.

A presença da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas estradas também se reforça com o início, hoje, da Operação Semana Santa. A ação vai até o domingo de Páscoa e contará com 800 agentes em escala de revezamento e com a utilização de 22 radares e 150 etilômetros para inibir motoristas embriagados. Em 2017, a corporação registrou 146 acidentes nos quatro dias da Operação Semana Santa, com 144 pessoas feridas e 18 mortas. Ocorreram, também, 8.738 registros de excesso de velocidade capturados por radares e 592 multas por ultrapassagens proibidas.


Publicidade