Publicidade

Estado de Minas

Chuvas, bloqueios e gargalos exigem atenção redobrada nas estradas mineiras

Trinta trechos de bloqueios nas rodovias estaduais, tempo fechado e problemas nas BRs obrigam motoristas a ficarem mais atentos no feriadão. Fiscalização será reforçada


postado em 18/04/2019 06:00 / atualizado em 18/04/2019 07:16

Trânsito intenso no início da noite de ontem na BR-356, um dos trechos onde o grande volume de carros tende a provocar lentidão na saída de BH. No detalhe, acidente no Km 478 da Fernão Dias, em Contagem, complicou o tráfego no fim da tarde(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Trânsito intenso no início da noite de ontem na BR-356, um dos trechos onde o grande volume de carros tende a provocar lentidão na saída de BH. No detalhe, acidente no Km 478 da Fernão Dias, em Contagem, complicou o tráfego no fim da tarde (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

Interdições, rodovias degradadas, previsão de chuva e fiscalização exigirão prudência dos motoristas que deixam a capital mineira para o litoral e o interior, com o início do feriado da semana santa. E para quem circula em outras áreas do estado também. Segundo o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG), 30 trechos de 26 rodovias estaduais (veja quadro) estão com algum problema na pista, causando bloqueios totais ou parciais.

A limitação mais comum é a erosão da estrutura do asfalto, mas há também quedas de barreiras e obras em pontes. Nas rodovias federais também há gargalos. Na BR-381, sentido São Paulo (Fernão Dias), problemas se concentram nas proximidades da Refinaria Gabriel Passos, em Contagem. No fim do Anel Rodoviário, desde a saída para Vitória, os riscos começam pelo número de pedestres que vivem em invasões, obras na via e grande número de curvas. Na saída da BR-040 e da BR-356, o volume de carros pode provocar lentidão até o trevo de Ouro Preto. Foi o que ocorreu no início da noite de ontem na 356, na altura do Leroy Merlin. Na BR-040, prosseguindo, é necessário atenção com as curvas fortes em declive de Itabirito e com a passagem de pedestres e carros no distrito de Pires, em Congonhas.


A chuva se torna uma das principais preocupações para os órgãos de trânsito e para os motoristas, uma vez que a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de tempo nublado e precipitações em várias áreas do estado, condições que prejudicam o tráfego especialmente em 10 rodovias erodidas, como a MG-170, entre Pimenta (Centro-Oeste) e Volta Grande (Zona da Mata), onde o trânsito flui apenas em meia pista em três pontos diferentes, nos Kms 133, 135 e 138. O motorista que passa pela MG-457, entre as cidades de Bom Jardim de Minas e Santa Rita do Jacutinga, no Sul de Minas, também enfrenta condições semelhantes.

RADARES Os motoristas também deverão ter atenção quanto aos radares. Serão 459 equipamentos espalhados pelo estado, todos funcionando normalmente, segundo o DEER/MG. A operação nas estradas mineiras começa a partir de hoje, quando o movimento de veículos tende a aumentar devido à semana santa. Ações serão intensificadas pelo departamento responsável pelas estradas mineiras. O órgão também vai limitar o tráfego de veículos de grande porte em estradas de pista simples.


A presença da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas estradas também se reforça com o início, hoje, da Operação Semana Santa. A ação vai até o domingo de Páscoa e contará com 800 agentes em escala de revezamento e com a utilização de 22 radares e 150 etilômetros para inibir motoristas embriagados. Em 2017, a corporação registrou 146 acidentes nos quatro dias da Operação Semana Santa, com 144 pessoas feridas e 18 mortas. Ocorreram, também, 8.738 registros de excesso de velocidade capturados por radares e 592 multas por ultrapassagens proibidas.


Ao todo, 5.524 veículos foram fiscalizados. Os etilômetros foram empregados 3.650 vezes, determinando 61 autuações (por quem o utilizou ou se recusou) e 10 prisões por embriaguez. De acordo com a corporação, serão “focadas ações de prevenção e diminuição da gravidade de acidentes, garantir fluidez ao trânsito e combate às infrações de trânsito”. Os agentes estarão atentos, em especial, às “condutas geradoras de acidentes como o excesso de velocidade, as ultrapassagens proibidas, não manter distância de segurança e transitar pelo acostamento”.

RONDAS A PRF destaca que o “fator humano é o mais importante no sistema de trânsito”, por isso, conclama os condutores a dirigir com cuidado, serem prudentes e praticar a direção defensiva e a urbanidade com os outros motoristas. A fiscalização e o policiamento serão intensificados por meio de rondas ostensivas nas rodovias e do posicionamento estratégico das viaturas e policiais ao longo dos trechos mais movimentados e considerados críticos, pelo alto índice de acidentes e pela elevada taxa de cometimento de infrações de trânsito.


Por medida de segurança, devido ao grande aumento no fluxo de veículos, será limitado o tráfego de bitrens, rodotrens, treminhões, cegonheiras carregadas e veículos com cargas excedentes, que necessitem de autorização especial de trânsito (AET), somente em rodovias de pista simples, hoje, das 16h às 22h, amanhã, das 6h às 12h, e no domingo, das 16h às 22h. O motorista que descumprir a determinação será multado em R$ 130,16 (infração média), receberá 4 pontos na CNH e terá o veículo retido.

ACIDENTES Um acidente envolvendo 11 veículos provocou a morte de uma pessoa ontem na BR-381, na altura do quilômetro 525, em Brumadinho, RMBH. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu sentido São Paulo. Duas vítimas foram resgatadas com ferimentos moderados e outras seis pessoas com ferimentos leves. O engavetamento formado por três caminhões e oito carros de passeio interditou uma faixa e o trânsito ficou complicado no local.


Em Contagem, na Rodovia Fernão Dias, dois acidentes complicaram o trânsito no sentido Belo Horizonte. Três quilômetros de congestionamento foram formados por causa de colisão seguida de capotamento no quilômetro 478 e houve outra colisão na altura do quilômetro 484, que também complicou o trânsito. De acordo com a concessionária Autopista, ninguém ficou ferido. Por volta das 16h30, uma carreta com defeito mecânico também causou grande retenção no trânsito no Anel Rodoviário, altura do quilômetro 473, sentido Rio de Janeiro.

Tempo instável até domingo

O clima permanece instável na capital mineira hoje, com possibilidade de chuvas ao longo do dia, e deve continuar assim em vários destinos preferidos dos mineiros até o domingo de Páscoa. De acordo com   Claudemir de Azevedo, meteorologista do Inmet, a tendência é de chuva no Leste e Norte de Minas Gerais e diminuição das precipitações no Centro-Sul do estado, incluindo Belo Horizonte e região metropolitana. Nas cidades históricas, como Ouro Preto, Mariana e Congonhas, a instabilidade deve perdurar até domingo. Para quem viaja para o Rio de Janeiro, entretanto, boa notícia: não haverá chuva no feriado e o céu deve ficar de claro a parcialmente nublado. Já no Espírito Santo, a possibilidade é de pancadas de chuvas isoladas, informou o meteorologista.


Só entre a manhã de terça-feira e a madrugada de ontem, Belo Horizonte acumulou 30 milímetros de chuva, 68,8% da média histórica de precipitações em abril.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade