Publicidade

Estado de Minas

Em menos de uma semana, BH tem quase mil novos casos de dengue

Prefeitura irá ampliar funcionamento dos centros de saúde para atender pacientes com sintomas da doença


postado em 17/04/2019 22:28 / atualizado em 17/04/2019 22:55

Durante o feriado, a PBH irá ampliar o funcionamento dos centros de saúde para atender os pacientes com sintomas de dengue(foto: LEANDRO COURI/EM/D.A PRESS)
Durante o feriado, a PBH irá ampliar o funcionamento dos centros de saúde para atender os pacientes com sintomas de dengue (foto: LEANDRO COURI/EM/D.A PRESS)
De acordo com o balanço divulgado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) nesta quarta-feira, 17, em menos de uma semana a capital mineira registrou quase mil casos de dengue. Segundo boletim, foram confirmados 4.185 casos da doença em 2019. Na última semana, o número de ocorrências chegou a 3.217. Outros 14.271 casos estão pendentes de resultados, enquanto 4.144 ocorrências foram investigadas e descartadas.

Durante o feriado, a PBH irá ampliar o funcionamento dos centros de saúde para atender os pacientes com sintomas de dengue. Nesta quinta, 18, todos os 152 Centros de Saúde irão funcionar das 7h às 17h para consultas, vacinação e dispensação de medicamentos. No sábado, 20, estarão abertos, das 8h às 17h, os centros de saúde São Paulo (Região Nordeste), Santa Terezinha (Pampulha), Tirol (Barreiro) e Andradas (Venda Nova) para atendimento exclusivo a pacientes com sintomas da dengue.

Endereços dos Centros de Saúde que abrirão no sábado, dia 20

Centro de Saúde Andradas – Venda Nova
Rua Mariana Amélia de Azevedo, 21 – São João Batista
Horário de funcionamento: das 8h às 17h
 
Centro de Saúde Santa Terezinha – Pampulha
Rua Senador Virgílio Távora, 157 - Santa Terezinha
Horário de funcionamento: das 8h às 17h
 
Centro de Saúde Tirol - Barreiro
Avenida Nélio Cerqueira, 15 – Tirol
Horário de funcionamento: das 8h às 17h
 
Centro de Saúde São Paulo – Nordeste
Rua Angola, 357 – São Paulo
Horário de funcionamento: das 8h às 17h

Na próxima semana, estão previstas duas ações de conscientização sobre o Aedes aegypti em escolas na região do Barreiro, voltadas aos alunos da Escola Estadual João Paulo I, do bairro Regina, e da Escola Estadual Doutor Aurino Morais, do Vale do Jatobá. As iniciativas serão ministradas por um técnico de mobilização social da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA). O objetivo é formar multiplicadores no combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

Chikungunya

Em 2019, foram notificados 87 casos de chikungunya em residentes de Belo Horizonte. Destes, seis casos foram confirmados, três deles contraídos no município, dois importados e um foi contraído em locais com origem indefinida. Há ainda 81 casos em investigação para a doença.

Zika

Neste ano foram notificados 55 casos de zika em moradores de Belo Horizonte, nenhum confirmado. Do total, 32 ocorrências foram descartadas e 23 permanecem em
investigação.
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Regina Werneck 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade