Publicidade

Estado de Minas

Homem agride funcionários de bar de esquerda em Belo Horizonte

Segundo os agredidos, o suspeito, que mora ao lado do estabelecimento, deu tapas no rosto de uma mulher e feriu o braço de um homem com um caco de vidro


postado em 14/04/2019 17:14 / atualizado em 14/04/2019 17:21

Rojão que teria sido disparado em direção aos funcionários do Ursal Bar(foto: Reprodução/WhatsApp)
Rojão que teria sido disparado em direção aos funcionários do Ursal Bar (foto: Reprodução/WhatsApp)

 

A Polícia Militar (PM) prendeu um homem de 55 anos suspeito de agredir dois funcionários do Ursal Bar, estabelecimento com ideologia de esquerda localizado na Rua Dores do Indaiá, Bairro Santa Tereza (Região Leste de BH). Segundo a proprietária, Ranara Feres, as divergências com o acusado, que é vizinho do bar, existem desde a inauguração.

 

A ocorrência foi registrada na madrugada deste domingo (14), por volta das 1h30, quando o vizinho reclamou do som alto no bar. Conforme o Boletim de Ocorrência, feito com base nos relatos dos agredidos, uma funcionária conversou com o acusado, que a atingiu tapas no rosto. Antes, ele já havia jogado água nos clientes presentes ao Ursal Bar.


Diante da postura do homem, outro funcionário discutiu com ele. Segundo as testemunhas, novamente, o suspeito partiu para a agressão: com um caco de vidro, ele feriu o braço do trabalhador.


Ainda não satisfeito, segundo os funcionários, o homem disparou um rojão em direção a uma das mulheres presentes ao bar. Contudo, os funcionários e clientes se esconderam atrás da porta do estabelecimento, o que evitou que mais pessoas ficassem feridas.

 

De acordo com Ranara Feres, ainda neste ano, o suspeito lhe disse que iria estuprá-la para a ensinar a ser mulher. Por isso, ela registrou uma queixa na Delegacia da Mulher.


A PM encaminhou o suspeito a uma delegacia próxima. O funcionário agredido com o caco de vidro foi levado a um hospital de rede Unimed.


Publicidade