Publicidade

Estado de Minas

Postos de saúde ficam abertos para atender casos de suspeita de dengue

Belo-horizontinos poderão ser atendidos até as 18h na capital


postado em 13/04/2019 14:06 / atualizado em 13/04/2019 16:41

(foto: LEANDRO COURI/EM/D.A PRESS)
(foto: LEANDRO COURI/EM/D.A PRESS)
Muitos belo-horizontinos acordaram cedo neste sábado (13) e seguiram em direção aos três postos de saúde que a prefeitura da capital manterá aberto até as 18h para atendimento exclusivo de casos ou suspeita de dengue. Eles ficam nos bairros Concórdia (Panema, 275), na Região Nordeste, Santa Terezinha (Rua Senador Virgílio Távola, 157), na Região da Pampulha, e Tirol (Avenida Nilo Cerqueira, 15), no Barreiro.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, será divulgado um balanço, à tarde, sobre a movimentação nos três centro de saúde. No Alcides Lins, no Concórdia, uma das regiões mais atingidas pela doença, foram distribuídas 56 fichas de atendimento, registrando-se 8 casos de pediatria, quatro necessitadas de soro e três encaminhadas para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA). De acordo com a secretaria, o número não é muito grande, mas a estratégia de abrir as unidades de saúde está funcionando, pois houve mais de 50 pessoas atendidas até o meio-dia.

Com muitas dores e febre, o aposentado Juvenal Pereira de Souza, de 70, morador do Bairro Ribeiro de Abreu, na Região Norte, esperou o atendimento para se certificar se os sintomas configuram dengue. “Moro perto do Ribeirão do Onça, e tem muito mosquito. Se a gente ficar sem camisa, eles todos pousam nas nossas costas”, disse. Já a moradora do Bairro São Gabriel, na Região Norte, a diarista Cíntia Rosa Moreira, disse que acordou bem cedo para levar a filha Ana Vitória, de 15, que desde quarta-feira está com os sintomas da dengue. “Acordei 6h, fui à Upa do São Gabriel e me encaminharam para cá. Já está tarde (11h) e ela ainda não foi atendida. Estou sem alimentar até agora e, pior, perdi um dia de serviço”, afirmou.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade