Publicidade

Estado de Minas

Jovem é agredida por homem na saída de boate da Região Centro-Sul de BH

Briga teria ocorrido depois que agressor lançou um copo de bebida em direção à vítima


postado em 12/04/2019 21:36 / atualizado em 14/04/2019 19:54


“Até agora eu não consegui dormir, estou muito nervosa. Toda hora que eu deito na cama, tenho crise de ansiedade. Não consegui comer, estou sem comer desde ontem.” Esse é o relato de uma jovem de 23 anos que foi agredida por um homem, na madrugada desta sexta-feira, em frente a uma boate do Bairro São Pedro, na Região Centro- Sul de Belo Horizonte. 

Juliana Baetta conta que as agressões teriam começado por volta das 4h30, após o suspeito ter lançado um copo cheio de bebida em direção a ela. A vítima não conhecer o agressor.

Conforme relatou aos policiais, Juliana estava dentro da casa noturna ,quando saiu da boate em companhia de um amigo. De acordo com ela, os dois sentaram do outro lado da rua.

Nesse momento, um homem apelidado de Kaká teria jogado um copo de bebida em Juliana. “Eu nunca tinha visto o menino na minha vida. Eu atravessei a rua muito nervosa porque a bebida me molhou inteira. Os amigos dele começaram a tirar sarro da situação e ele me empurrou. Aí eu peguei o copo de um amigo dele e joguei bebida nele.”
 
Juliana ainda conta que, após o empurrão, o amigo que a acompanhava tentou parar o agressor. No entanto, percebendo a reação do amigo da vítima, os colegas de Kaká entraram na briga. “Na hora que ele foi separar, todos os amigos desse menino (Kaká) foram pra cima do meu amigo”, conta a jovem.   

Não satisfeito com os dois empurrões, Kaká ainda teria dado mais um em Juliana. Dessa vez, a jovem caiu no chão e bateu a cabeça no meio-feio, além do quadril no asfalto. “Ele (ainda) me deu um ou dois chutes e machucou minha sobrancelha”, conta.

Após as agressões, Juliana foi levada por seu amigo ao Hospital Pronto-Socorro João XXIII. Ela foi atendida e liberada.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o agressor é branco e possui várias tatuagens no corpo. Além disso, Kaká tem passagens pela polícia e teria saído do presídio há poucos dias. Até a noite desta sexta-feira, ele não havia sido localizado.

Agressão teria ocorrido do lado de fora de uma boate do Bairro São Pedro, na Região Centro-Sul de BH(foto: Reprodução/Google Street View)
Agressão teria ocorrido do lado de fora de uma boate do Bairro São Pedro, na Região Centro-Sul de BH (foto: Reprodução/Google Street View)


*Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade