Publicidade

Estado de Minas

Idosa de 117 anos morre no Sul de Minas

Maria do Carmo nasceu em 1902 e era considerada pelos amigos a mulher mais velha do mundo


postado em 11/04/2019 21:32 / atualizado em 11/04/2019 22:35

(foto: Reprodução/Blog do Madeira)
(foto: Reprodução/Blog do Madeira)
 

 

Uma idosa de 117 anos morreu nesta quinta-feira (11) na cidade de Varginha, na Região Sul de Minas Gerais. Nascida em 1902 no município de Carmo da Cachoeira, no mesmo território administrativo, Maria do Carmo vivia no Lar São Vicente de Paulo desde 1964, quando tinha 62 anos.


“Ela era carinhosamente chamada de Dudu. Uma das coisas que ela mais gostava de fazer era caminhar. Também gostava de tomar muito café”, contou, à TV Alterosa Sul de Minas, uma das enfermeiras que cuidava da idosa na casa de apoio.

 

Identidade da Dona Dudu comprova seu nascimento em 10 de maio de 1902(foto: Reprodução/TV Alterosa)
Identidade da Dona Dudu comprova seu nascimento em 10 de maio de 1902 (foto: Reprodução/TV Alterosa)
 


O Lar São Vicente de Paulo abriga outros dois idosos centenários. Um deles tem 107, enquanto a outra tem 101.


O título de pessoa mais velha do mundo é controverso. O Guiness Book, o livro dos recordes, considera a japonesa Kane Tanaka, de 116 anos, o ser humano mais velho.


Em toda a história, o livro considera a francesa Jeanne Calment como a pessoa que mais viveu no planeta. Ela morreu aos 122 anos, em 1997. No entanto, um estudo do matemático Nikolay Zak e do gerontologista Valeri Novosselov defende que Calment teria morrido com 99.


Na Indonésia, contudo, as autoridades confirmaram que Mbah Gotho morreu, em abril 2017, com 146 anos. Ele teria nascido em 1870, quando o país asiático ainda não imprimia documentos oficiais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade