Publicidade

Estado de Minas

Adolescente de 17 anos é suspeito de matar garota de 16 que estaria grávida dele

Jovem teria criado perfil falso no Facebook para marcar encontro com a vítima


postado em 29/03/2019 17:41 / atualizado em 29/03/2019 18:39

Crime aconteceu na cidade de Arinos, no Noroeste de Minas Gerais(foto: Reprodução/ Google Street View)
Crime aconteceu na cidade de Arinos, no Noroeste de Minas Gerais (foto: Reprodução/ Google Street View)

A Polícia Civil de Minas Gerais procura um adolescente de 17 anos suspeito de estuprar e matar uma grávida de 16 na cidade de Arinos, no Noroeste de Minas Gerais. Ele seria um ex-namorado da vítima que não estava satisfeito com o término. Ainda não se sabe se o jovem seria o pai do bebê que a garota gestava.

De acordo com a Polícia Militar (PM), por volta das 19h dessa segunda-feira, familiares da adolescente relataram à corporação que a garota estava desaparecida desde 0h30 do mesmo dia. Os parentes ainda relataram que ela estava grávida de 4 meses. Desde então, militares começaram as buscas por toda a região.

Às 12h de quarta-feira, os familiares da vítima relataram aos policiais que encontraram o corpo da vítima jogado próximo à Fazenda Pará Mineiro, onde ela morava. Chegando ao local, os militares encontraram o corpo já em fase de decomposição e com sinais de agressões no pescoço e na genitália, o que significa que ela foi abusada sexualmente antes de ser morta.

A Polícia Civil foi até ao local, realizou a perícia e levou o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Buritis, a cerca de 97 quilômetros de onde o crime foi cometido.

Os investigadores do caso suspeitam que o assassinato tenha sido passional. A hipótese é de que o ex-namorado da vítima, não aceitando o término dos dois, teria planejado o crime. Conforme familiares da garota, eles terminaram há aproximadamente seis meses.

PERFIL FALSO| Os investigadores descobriram que o adolescente utilizou o celular da mãe para criar um perfil falso no Facebook e convidar a ex-namorada para um encontro. Se passando por “Derik” e dizendo que era natural de Brasília, ele teria marcado o encontro para a porteira da fazenda onde a garota morava. Conforme combinado, os dois se veriam no mesmo dia em que a vítima desapareceu.

Ainda de acordo com a PM, o adolescente completou 18 anos dois dias após a data do crime. Os investigadores foram até a casa do pai dele e localizaram apenas um celular e uma motocicleta do jovem. Ele ainda não foi encontrado.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade