Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende suspeitos de explodir banco no Vale do Rio Doce

Quatro pessoas foram detidas em Guanhães, na mesma região, e não ofereceram qualquer resistência. Um deles conseguiu fugir da abordagem policial


postado em 26/03/2019 21:19 / atualizado em 26/03/2019 21:25

 

A Polícia Civil prendeu, na noite dessa segunda-feira (26), quatro suspeitos de explodirem uma agência do Banco do Brasil em Virginópolis, na Região do Vale do Rio Doce. Segundo a Polícia Civil, um suspeito conseguiu fugir. Entre os detidos, um tinha passagem por crimes semelhantes ao cometido, além de tráfico de drogas.


De acordo com o delegado Fábio de Sousa Henrique, responsável pela delegacia de Guanhães, os suspeitos foram detidos em uma casa situada no Bairro Alvorada. A corporação estudou o local antes da abordagem, o que impediu qualquer reação dos quatro detidos. Segundo o delegado, eles estavam exaustos, muito provavelmente pela fuga desde o crime.


O ato aconteceu por volta das 2h40 de segunda, mas nenhuma quantia foi levada. Os suspeitos explodiram os caixas eletrônicos com dinamites e grande parte da agência foi danificada.

 

(foto: Reprodução/Rede Alerta)
(foto: Reprodução/Rede Alerta)
 


O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), de Belo Horizonte, retirou os explosivos não detonados durante a ação. A capital fica a, aproximadamente, 280 quilômetros do local da ocorrência.


Segundo a Polícia Militar (PM) de Virginópolis, a região tem sido alvo constante de explosões em bancos. Esse seria, no mínimo, a terceira situação nos últimos meses, já que agências dos municípios de Marilac e Sardoá também sofreram atentados.


Inicialmente, os detidos permaneceram na delegacia de Guanhães. Depois, a corporação os encaminhou para o presídio da cidade. No entanto, de acordo com o delegado Fábio de Sousa Henrique, eles devem ser levados para a unidade prisional de São João Evangelista.


Publicidade