Publicidade

Estado de Minas

Preso homem que matou mulher a facadas na frente dos filhos em BH

O crime aconteceu na manhã desta sexta-feira no Bairro Jardim Europa, na Região de Venda Nova. Marido da vítima foi preso no Centro da cidade


postado em 22/03/2019 16:15 / atualizado em 22/03/2019 16:19

Assassinato aconteceu na Avenida Finlândia(foto: Reprodução/Google Street View)
Assassinato aconteceu na Avenida Finlândia (foto: Reprodução/Google Street View)

Foi preso na tarde desta sexta-feira o homem, de 50 anos, que assassinou a companheira nesta manhã no Bairro Jardim Europa, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. O autor foi localizado no Centro da cidade, depois de negociar com policiais militares. A arma utilizada no crime, uma faca, não foi localizada. Filhos do casal presenciaram o crime. Segundo a PM, o criminoso já tinha passagens pela Lei Maria da Penha por violência contra a vítima.

Em conversa com os militares, o homem confessou o crime. “De acordo com ele, estavam em processo de separação, mas ele não queria. Ele relatou que a mulher já tinha exigido que ele saísse de casa. E hoje, teve essa discussão”, explicou o sargento Gilberto Silva Santos, do Grupo Especializado de Policiamento em Áreas de Risco (Gepar) do 49º Batalhão da Polícia Militar (PM).

O assassinato aconteceu na manhã desta sexta-feira. Testemunhas contaram que o casal iniciou uma discussão na Avenida  Finlândia. “Ela estava querendo sair da casa, e ele não queria. Aconteceu a discussão e o homem desferiu algumas facadas nas costas dela”, afirmou o sargento. Filhos deles que estavam na casa presenciaram o crime.

A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital Risoleta Neves, mas a morte foi confirmada. Depois do crime, o homem fugiu. Horas depois, o sargento Gilberto conseguiu fazer contato no celular do autor e começou uma negociação. “Começamos a conversar com ele para convencê-lo a se entregar. Os familiares passaram o contato dele. Ele sentiu confiança e combinou a rendição no Centro de Belo Horizonte”, contou o militar.

O homem foi encontrado na Rua Curitiba. O irmão dele seguiu com os militares no local combinado e lá ele foi preso. A arma usada no crime não foi encontrada. Segundo a PM, o autor afirmou que após o assassinato jogou a arma na Lagoa da Pampulha.

A violência contra a mulher não começou nesta sexta-feira. De acordo com a PM, o homem já tinha sido preso anteriormente por crimes enquadrados na Lei Maria da Penha. A vítima seria a mesma mulher assassinada por ele nesta manhã.


Publicidade