Publicidade

Estado de Minas

Rotam apreende R$ 11 mil em notas falsas no Centro de BH

De acordo com a PM, a apreensão foi possível graças a uma queixa de furto de capacete na Região Leste da capital mineira


postado em 19/03/2019 17:48 / atualizado em 19/03/2019 18:36

Apreensão foi feita por policiais da Rotam que faziam patrulha no Centro de BH(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Apreensão foi feita por policiais da Rotam que faziam patrulha no Centro de BH (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

A Polícia Militar apreendeu, no início da tarde desta terça-feira, cerca de R$ 11 mil em notas falsas no Bairro Pompeia, na Região Leste de Belo Horizonte. A apreensão veio após policiais da Rotam localizarem um comerciante com capacetes roubados.

De acordo com o capitão Jadir, chefe da operação, tudo começou quando uma pessoa que havia tido o capacete furtado encontrou seu equipamento sendo vendido em um site de compra e venda. O furto teria ocorrido na semana passada, próximo ao Shopping Boulevard, no Bairro Santa Efigênia, na Região Leste da capital mineira.

Após encontrar a oferta, a vítima ligou para os policiais e relatou o que havia ocorrido. Os policiais encontraram o vendedor em um açougue da Região Central, onde o autor trabalha.

No local, os militares prenderam o vendedor, que acusou um outro homem, conhecido como apenas Diego, de comercializar capacetes roubados. Depois de conversar com os policiais, o anunciante ligou para o outro suspeito e pediu para que ele levasse um outro capacete para o estabelecimento.

Minutos depois, o segundo suspeito chegou ao açougue e foi abordado pelos policiais. Os agentes ainda foram à casa de Diego e encontraram mais 13 capacetes, além de R$ 11 mil em notas falsas (divididos em cédulas de R$ 10, R$ 20 e R$ 5) guardados entre os equipamentos de proteção.

Ainda segundo o capitão da Rotam, o suspeito disse que trocava uma nota verdadeira por três falsas. Por exemplo, ele dava uma nota de R$ 10 verdadeira, enquanto recebia três notas falsas da mesma quantia. Segundo ele, esse câmbio seria feito na Região Leste de BH.

A ocorrência está sendo encerrado na Central de Flagrantes II, no Bairro Santa Tereza, também na Região Leste. Lá, os dois presos devem ser ouvidos por um delegado da Polícia Civil e encaminhados para um presídio da região.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie


Publicidade