Publicidade

Estado de Minas

Belo Horizonte celebra o dia de São José com missas

A expectativa é de que cerca de 70 mil pessoas passem pelo templo localizado na Avenida Afonso Pena


postado em 19/03/2019 06:00 / atualizado em 19/03/2019 11:27

Já se passaram mais de oito anos desde o início do restauro (interno e externo) da Igreja São José(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Já se passaram mais de oito anos desde o início do restauro (interno e externo) da Igreja São José (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)


Festa, orações, pedidos de graças e agradecimentos pelas bênçãos alcançadas. Os católicos comemoram hoje, com missas e outros cerimônias religiosas, o dia de São José, santo de grande devoção em Belo Horizonte e no interior de Minas. Na Igreja São José, no Centro da capital, haverá missas, de duas em duas horas, a partir das 6h. Às 10h, a celebração eucarística será presidida pelo bispo auxiliar dom Geovane Luís da Silva; e às 20h, pelo bispo auxiliar dom Vicente Ferreira e concelebrada com os Missionários Redentoristas, tendo à frente o novo pároco, padre José Cláudio Teixeira, e o vigário paroquial, padre Flávio Campos.

A expectativa é de que cerca de 70 mil pessoas passem pelo templo localizado na Avenida Afonso Pena. No ano passado, lembra padre Flávio, foram 26 mil comunhões. Ele explica ainda que essa será a primeira festa realizada na igreja totalmente restaurada. A próxima etapa, acrescenta, tem o foco na requalificação do entorno e no projeto de prevenção e combate a incêndio, já estando aprovado pelo Corpo de Bombeiros e Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo, arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, presidirá também a criação de uma nova igreja: a Paróquia São José, Esposo de Maria, em Nova Lima, na Grande BH. A cerimônia será às 19h30 e terá um momento especial, com uma oração dedicada pelo arcebispo ao santo protetor do dia. A igreja fica na Rua Abrão Lincoln, 234, Bairro Cabeceiras. 

RESTAURAÇÃO
Já se passaram mais de oito anos desde o início do restauro (interno e externo) da Igreja São José. A obra consumiu R$ 7 milhões provenientes de contribuições dos fiéis, dízimos, barraquinhas, festas e outras atividades da campanha São José é 10, que continua em alta. Com visita diária de cerca de 2 mil pessoas, a Igreja São José teve de volta, na fachada, as cores originais vermelho, laranja, amarelo e mostarda, conforme constava do projeto original elaborado por Edgard Nascentes Coelho, em maio de 1901.

Quem for à igreja, poderá ver as pinturas parietais – feitas diretamente nas paredes e teto, sobre o reboco. Considerado o maior conjunto desse tipo de ornamentos em igrejas da capital, o interior do templo reúne uma variação de motivos religiosos e alguns pagãos: há figuras de 28 santos. A decoração pictórica de São José foi feita pelo alemão Guilherme Schumacher, entre 1911 e 1912.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade