Publicidade

Estado de Minas

Homem anunciava moto na internet, clonava documentos e comprava carros em BH

Suspeito anunciou uma motocicleta em um site de vendas da internet e solicitou que os compradores interessados enviassem as fotos do documento. Depois disso, o homem comprava outros veículos com os nomes das vítimas do golpe da internet


postado em 07/03/2019 21:31 / atualizado em 08/03/2019 16:45

Um homem de 37 anos foi preso por estelionato ao tentar comprar um carro em uma concessionária na tarde desta quinta-feira no Bairro, na Região Aarão Reis, na Região Norte da capital. De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito anunciou uma motocicleta em um site de vendas da internet e solicitou que os compradores interessados enviassem as fotos do documento como, por exemplo, identidade. Depois disso, o homem comprava outros veículos com os nomes das vítimas do golpe da internet.

Durante o patrulhamento, corporação foi chamada para uma concessionária na Avenida Risoleta Neves. Lá, um homem tentava adquirir o carro, junto com foto do documento de identificação enviado pelas vítimas do golpe. Ao se deparar com a polícia, o suspeito ficou nervoso e logo confessou o esquema de estelionato praticado por ele. Ele teria feito, pelo menos seis vítimas.

Ele, que portava apenas a cópia da habilitação e comprovante de endereço, tinha a intenção de comprar e vender o veículo por preço de tabela.

O boletim de ocorrência não especifica desde quando ele pratica esse crime, mas explica que o golpe deu-se a partir do anúncio na OLX. Os interessados em comprar depositavam uma entrada para comprar o veículo, junto com as fotos do documento. Depois disso, o fraudador não respondia mais os interessados e os bloqueavam.

A voz de prisão foi dada pela PM e as vítimas foram chamadas a se apresenta na delegacia para fazer o boletim de ocorrência.

Em nota, a empresa OLX se pronunciou. Veja abaixo:

"A OLX esclarece que a atividade da empresa consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples. Diariamente, mais de 200 mil pessoas vendem seus produtos com sucesso por meio da plataforma. Toda negociação é realizada fora do ambiente do site, portanto, a empresa não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários.

 

A empresa reforça que a ferramenta foi criada para auxiliar no desenvolvimento social e econômico do país e que os usuários devem respeitar os Termos e Condições de Uso do site (http://go.olxbr.com/termos-condicoes-olx). Infelizmente, algumas vezes as ferramentas disponíveis no mercado são utilizadas por terceiros de má índole. A empresa condena este tipo de atitude, pois ela vai contra as regras da OLX.

 

O objetivo da empresa é que os usuários tenham a melhor experiência possível, por isso a OLX sugere algumas dicas para o momento da negociação:

 

  • Não deposite ou realize transferências de valor antes de receber o produto
  • Prefira fechar negócio em um lugar público e movimentado. Sempre que possível, vá acompanhado
  • Sempre pesquise os valores de mercado daquilo que você pretende adquirir. Fique atento sobre os excessos de facilidades e preços muito abaixo do mercado
  • Antes de se encontrar com o vendedor, busque informações sobre ele. Pergunte o nome com sobrenome, lugar onde mora ou trabalha, telefone para contato ou e-mail, entre outras informações que possam ajudar a identificá-lo
  • Com os dados sobre o vendedor, faça uma pesquisa nas mídias sociais

 

Mais dicas estão disponíveis no link: http://go.olxbr.com/dicas-comprar-olx


Vale lembrar que a OLX também disponibiliza um botão de denúncia em todos os seus anúncios, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Nestes casos, a empresa consegue deletar o anúncio e banir o usuário da plataforma.


A OLX reforça que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos.


 

Atenciosamente,

Time OLX"

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade