Publicidade

Estado de Minas

Jovem denuncia que foi estuprada na Praça da Estação durante o carnaval

Vítima diz que chegou a pedir ajuda a uma outra mulher, que apenas sorriu e foi embora


postado em 03/03/2019 09:26 / atualizado em 03/03/2019 14:15

Uma jovem de 19 anos procurou a Polícia Militar, na noite desse sábado, na Praça da Estação, no Centro de Belo Horizonte, para denunciar que foi estuprada enquanto curtia o carnaval.

Segundo a vítima, durante o ato, ela chegou a pedir ajuda a outra mulher, mas ela apenas sorriu e foi embora.

Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), por volta de 20h30, a jovem se afastou dos colegas para ir a um banheiro químico próximo. No caminho, um homem a chamou para conversar e, de repente, puxou o short dela pela frente.

A vítima conta que o homem é branco, forte e com uma tatuagem tribal e estava com dois amigos. Todos teriam tocado com as mãos as partes íntimas da jovem. Depois disso, o homem arrancou o short dela e a estuprou.

A jovem ainda contou ao policiais militares que, durante o estupro, pediu ajuda a outra mulher que passava pelo local. Mas ela apenas sorriu e seguiu caminho.

Após o crime, a jovem foi aos policiais, que registraram o fato e encaminharam a vítima para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Região Centro-Sul. Até 9h deste domingo, os estupradores não tinham sido identificados.

De acordo com a Polícia Militar, nenhum outro caso de estupro foi registrado durante a folia desse sábado em Belo Horizonte.

Ouro Preto

Na madrugada da última sexta-feira, uma mulher de 30 anos também denunciou ter sido estuprada, em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais. Segundo a vítima, o crime ocorreu na república Quitandinha, durante uma festa de carnaval.

Ainda de acordo com a mulher, depois de tomar um pouco de cerveja e um copo de vodca, ela perdeu a consciência. Ao acordar, ela deparou com dois homens na república. Imediatamente, ela perguntou porque estava nua. Os rapazes disseram que ela havia mantido relações sexuais com um amigo deles. 

Até o momento, ninguém foi preso. De acordo com a Polícia Civil, os rapazes com quem ela se deparou serão ouvidos nos próximos dias. Ainda não se sabe quem teria tido relação sexual com a mulher.

O Estado de Minas não conseguiu contato com a república Quintandinha.

*Estagiário sob supervisão do editor Benny Cohen 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade