Publicidade

Estado de Minas

Minas tem redução de 10 modalidades criminosas; lesão corporal e estupro de vulnerável tiveram alta

Os índices são em comparação entre janeiro de 2019 e o mesmo período do ano passado


postado em 26/02/2019 15:07 / atualizado em 26/02/2019 15:41

(foto: Polícia Militar/Divulgação)
(foto: Polícia Militar/Divulgação)

Os crimes violentos estão em queda em Minas Gerais. Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) mostram que houve redução em 10 de 12 modalidades criminosas em janeiro de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. Tiveram diminuição o  homicídio, registros de homicídio tentado, estupros consumados e tentados, estupros de vulnerável consumado, roubos, furtos, extorsões, extorsões mediante sequestro e sequestros e cárceres privados. Mesmo assim, a média de assassinatos foi de 8,7 por dia, e de roubos, foi de 178,2 diariamente. O desafio agora é com a lesão corporal e o estupro de vulnerável, que apresentaram alta de 1,62% e 13,33%.

Mesmo apresentando média de centenas de roubos por dia, o crime foi um dos que apresentaram maior redução. Foram 5.526 assaltos registrados em janeiro de 2019 em Minas, contra 8.236 no mesmo período de 2018. Uma queda de 32,90%, ou de 90 roubos diários. Segundo a Sesp, o resultado é o melhor dos últimos 7 anos. O furto também diminuiu, saiu de 26.045 no ano passado, para 24.400, no primeiro mês deste ano, queda de 6,36%.

O homicídio teve queda de 18,62% no período, saindo de 333 para 271 ocorrências. Também apresentaram diminuição, o homicídio tentado (-20,11%), sequestro e cárcere privado consumado (-46,67%), estupro consumado (-21,09%), estupro tentado (-11,11%), estupro de vulnerável consumado (-8,59%), extorsão consumado (-26,58%). A extorsão mediante a sequestro consumado ficou estável.

Belo Horizonte


A capital mineira também apresentou redução de 11 dos 12 crimes violentos monitorados pela Sesp. O destaque foi a redução percentual de 71,4% dos registros de sequestro e cárcere privado, 66,6% dos casos de extorsão mediante sequestro e 33,9% dos roubos. O homicídio em BH caiu de 46 para 38  em janeiro de 2019. Redução de 17,39%.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade