Publicidade

Estado de Minas

Ônibus que capotou e caiu de ribanceira na BR-365 fazia transporte clandestino

O acidente deixou 29 pessoas feridas. Delas, quatro estão em estado grave e continuam internadas no Hospital Regional de Patos de Minas


postado em 12/02/2019 15:31 / atualizado em 13/02/2019 07:43

O condutor do caminhão fugiu na hora do acidente, mas acabou sendo localizado(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
O condutor do caminhão fugiu na hora do acidente, mas acabou sendo localizado (foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
O ônibus que caiu numa ribanceira na BR 365, no município de São Gonçalo Abaeté, no Alto Paranaíba, no fim da noite de segunda-feira, fazia o transporte clandestino de passageiros. A informação foi revelada ao Estado de Minas na tarde desta terça-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). O acidente deixou 29 pessoas feridas. Delas, quatro em estado grave que continuam internadas no Hospital Regional de Patos de Minas (Alto Paranaíba).

De acordo com as informações do posto da PRF em João Pinheiro, o ônibus capotou e caiu na ribanceira depois do choque lateral com um caminhão carregado de batatas, que seguia de Perdizes (Triângulo Mineiro), no km 320 da BR-365, próximo à comunidade de Veredas.

O condutor do caminhão fugiu na hora do acidente, mas acabou sendo localizado. Ele foi detido e levado para a delegacia da Policia Civil, “por evadir-se do local e supostamente ter deixado de prestar socorro às vítimas”, segundo a PRF. O nome do motorista não foi divulgado pela polícia até a publicação desta matéria.

De acordo com o boletim de ocorrência, o ônibus envolvido no acidente viajava de Espinosa (Norte de Minas) para São Paulo, levando 45 passageiros. “Foi verificado que o veículo não apresentava documentação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para a viagem”, informou a PRF.

As vitimas do acidente foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu). Além quatro pessoas com lesões graves, houve 25 passageiros feridos levemente, que foram atendidas na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Varjão de Minas e liberadas. (Com informações de Cristiane Silva)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade