Publicidade

Estado de Minas

Primeiras vítimas de desastre são sepultadas em Brumadinho

Ao todo, o cemitério preparou 60 covas, com capacidade para sepultar até 90 vítimas. Outros dois cemitérios da cidade devem ocorrer sepultamentos


postado em 28/01/2019 10:00 / atualizado em 28/01/2019 11:36

(foto: Renan Damasceno/EM/DA Press)
(foto: Renan Damasceno/EM/DA Press)


As primeiras vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho começaram a ser sepultados na manhã desta segunda-feira no Cemitério Parque das Flores, no bairro Salgado Filho. O primeiro, por volta das 9h30, foi José Maurício Lana de Lemos, de 52 anos, que era motorista.


Na sequência, foram sepultados David Marlon, de 24 anos. Pouco depois, foi sepultado Francis Marques da Silva, de 34 anos. A causa de morte dos dois foi declarada como politraumatismo contuso.

(foto: Renan Damasceno/EM/DA Press)
(foto: Renan Damasceno/EM/DA Press)


Ao todo, o cemitério preparou 60 covas, com capacidade para sepultar até 90 vítimas. Outros dois cemitérios da cidade devem ocorrer sepultamentos: o Municipal e o cemitério de Brumado, na comunidade de Conceição de Itaguá, mas a maioria será sepultado no Parque  das Flores.

"Começamos a abrir as covas no sábado pela manhã. São, ao todo, 10 pessoas trabalhando, entre funcionários e voluntários", conta Wellington Maia, coordenador do Parque das Rosas. 

Pela manhã, muitos moradores chegavam ao cemitério à procura de informações. Segundo funcionários do cemitério, os sepultamentos devem em sequência, ao longo dos dias.

Ver galeria . 26 Fotos  Tragédia de Brumadinho - Rompimento de rejeitos da Barragem 1 da Mina Feijão (Córrego Feijão)Gladyston Rodrigues/EM/D.A press
Tragédia de Brumadinho - Rompimento de rejeitos da Barragem 1 da Mina Feijão (Córrego Feijão) (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A press )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade