Publicidade

Estado de Minas

Motorista de coletivo esfaqueia passageiro que se recusou a pagar a passagem em BH

De acordo com a PM, a vítima pulou a catraca e ainda puxou a alavanca de emergência do ônibus


postado em 24/01/2019 08:52 / atualizado em 24/01/2019 09:30

O crime ocorreu na rua Frei Orlando, próximo ao número 447(foto: Reprodução/ Google Street View)
O crime ocorreu na rua Frei Orlando, próximo ao número 447 (foto: Reprodução/ Google Street View)
A Polícia Militar (PM) prendeu o motorista de um ônibus do transporte público de Belo Horizonte, que atacou a facadas um passageiro de 20 anos na madrugada desta quinta-feira, no Bairro Caiçara, Região Noroeste. O homem, de 29 anos, teria ficado nervoso após a vítima se negar a pagar a passagem e pular a catraca. 

De acordo com a corporação, a vítima estava acompanhada de uma adolescente de 16 anos. Testemunhas contaram que os dois entraram no ônibus da linha 4201 (Alto Caiçara/Nova Cintra) na Região Central e permaneceram na parte dianteira do coletivo. Quando chegou ao ponto em que queria descer, o casal pediu ao motorista que abrisse a porta da frente porque não tinha dinheiro para a passagem. No entanto, o condutor se negou a abrir. 

Ainda segundo testemunhas, o jovem e a adolescente então pularam a catraca do ônibus para descer em uma das portas da parte traseira do ônibus. O motorista ficou bastante nervoso e, com uma faca na mão, discutiu com o casal. 

Em dado momento, contam as testemunhas, a vítima puxou a alavanca de emergência e saiu do ônibus. O motorista desceu também e seguiu os passageiros, até esfaquear o jovem na Rua Frei Orlando, altura do número 447. O motorista deixou a vítima estendida no chão e voltou ao ônibus para seguir viagem.

Após rastreamento dos policiais militares, o motorista foi encontrado no ponto final da linha, onde teria confessado o crime. Ele foi encaminhado à Central de Flagrantes 4, localizada no Bairro Alípio de Melo, também na região Noroeste. 

Já o jovem foi encontrado no local do crime, ensanguentado e caído no chão. Ele foi levado ao Hospital Odilon Behrens.

A BHTrans informou que está acompanhando o caso junto com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SetraBH) para tomar as devidas providências.

*Estagiário sob supervisão do editor Benny Cohen 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade