Publicidade

Estado de Minas

Após problemas de energia elétrica, Samu fica fora do ar em BH; situação já está normalizada

Serviço atendeu pelo número 199, da Defesa Civil, durante aproximadamente 25 minutos; situação aconteceu por problemas no fornecimento da Cemig e no gerador do Samu


postado em 01/11/2018 20:55 / atualizado em 02/11/2018 11:42

(foto: Reprodução/Samu)
(foto: Reprodução/Samu)

 

A grande quantidade de chuva que caiu nesta quinta-feira (1º) em Belo Horizonte trouxe problemas para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Segundo a Defesa Civil, o número 199, que pertence ao órgão, foi usado por cerca de 25 minutos para atender os chamados de urgência. A situação foi normalizada por volta das 21h30 do mesmo dia e o Samu voltou a atender pelo número 192.

 

A informação foi repassada à imprensa pelo coronel Alexandre Lucas, coordenador municipal de Defesa Civil de Belo Horizonte. A princípio, problemas externos com a energia elétrica causaram a barreira.

 

De acordo com a assessoria da Prefeitura de Belo Horizonte, o Samu esteve sem energia elétrica fornecida pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) por cerca de cinco horas, desde as 16h30 desta quinta até as 21h30. Durante 4h30 do período de falhas, um gerador abastecia o serviço. Contudo, o equipamento parou de funcionar por volta das 21h e forçou a mudança para o número 199.

 

Ainda conforme a comunicação da PBH, um plano de contingência foi acionado para não deixar a população desamparada. Tal cronograma colocou o número 199 como alternativa a partir dos defeitos com o gerador.

 

Segundo informações da Defesa Civil, caíram cerca de 175 milímetros de pluviosidade, nesta quinta, em BH.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade