Publicidade

Estado de Minas

MP resgata 51 cachorros que sofriam maus-tratos no Triângulo Mineiro

Animais teriam vivido sem água e alimentação adequada por cinco anos. No local, havia fezes e urinas espalhados pelos corredores


postado em 26/10/2018 19:28 / atualizado em 26/10/2018 20:24

(foto: Reprodução/ pixabay)
(foto: Reprodução/ pixabay)
Uma operação do Ministério Público de Minas Gerais localizou 51 cachorros mantidos em situação de maus-tratos em um canil clandestino em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. Os animais teriam vivido sem água e alimentação adequada por cinco anos e apresentavam carrapatos, leucocitose, dermatites e feridas pelo corpo.

Além disso, de acordo com o MPMG, os cães eram separados pela proprietária do canil por cômodos e colchões velhos, espalhados em corredores repletos por lixo, infestados de urina e fezes. Após a deflagração, os cachorros foram encaminhados a uma clínica veterinária para exames e pronto-socorro e, posteriormente, levados a um lar provisório, sob responsabilidade da Sociedade Protetora dos Animais de Ituiutaba.

Quanto à dona do canil clandestino, o Ministério Público a denunciou pela prática do crime de maus-tratos a animais, sendo que, segundo a instituição, foram detalhados, um a um, todos os atos contra os cachorros. O promotor de Justiça que acompanha o caso, Thiago Ferraz de Oliveira, ressalta que as penas dos delitos deverão ser somadas, uma vez que a mulher exerceu todos os crimes, repetidamente, durante cinco anos.

O MP pediu ainda a condenação da denunciada à indenização pelos danos materiais, como gastos com exame, tratamento e alimentação dos animais até a adoção, e pelo dano moral coletivo causados à sociedade.

Quem tiver interesse em adotar um dos cachorros, deve ligar para  pelo telefone (34) 3268-3777. 

*Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade