Publicidade

Estado de Minas

Jovem mata a ex, manda mensagem confessando crime e é preso em Minas

Jaciara Sousa Nascimento, de 30 anos, foi assassinada dentro de casa em Uberlândia, na Região do Triângulo Mineiro. De acordo com a Polícia Militar (PM), o ex-companheiro dela confessou o crime, que teria sido filmado por meio de um celular


postado em 25/10/2018 14:12

Uma mulher de 30 anos foi assassinada a facadas dentro de uma casa em Uberlândia, na Região do Triângulo Mineiro. O ex-companheiro dela, de 21 anos, foi preso e confessou o crime. Os dois haviam terminado um relacionamento há pouco tempo. Segundo a Polícia Militar (PM), após o crime, o autor chegou a enviar mensagem no celular de um colega contando sobre o homicídio. “Matei a muie (sic.)”. Um adolescente foi apreendido e uma mulher detida por participação no feminicídio. O menor contou que ele e o ex da vítima chegaram a utilizar drogas para comemorar o feito. O crime também foi filmado pelos dois por meio de um celular.

O assassinato aconteceu na tarde dessa quarta-feira. De acordo com o boletim de ocorrência da PM, testemunhas chegaram na casa, no Bairro Santa Helena, e encontraram com Jaciara Sousa Nascimento, de 30 anos, caída na entrada de um quarto. Os policiais entraram no imóvel e viram uma grande quantidade de sangue ao redor do corpo. Militares dos bombeiros constataram a morte.

Uma testemunha informou que chegou na casa, por volta das 13h, para conversar com Jaciara. Ela observou que dois homens saíram correndo do local em uma moto cinza. A perícia constatou que a vítima recebeu duas facadas no rosto, três no pescoço e uma no peito. Policiais da Delegacia de Homicídios encontraram mensagens no celular da mulher, em conversa no WhatsApp, de ameaças do ex-companheiro. Testemunhas também afirmaram que o relacionamento dos dois era conturbado.

Diante da suspeita, a polícia se deslocou até a casa de D.S.R, de 21, e foi informado pela mãe dele que o jovem não aparecia em casa desde a noite de terça-feira. Indicou uma praça como um local onde ele costumava frequentar, próximo a uma escola. Lá, abordaram diversas pessoas. No celular de um adolescente, de 17, eles conseguiram ver uma mensagem do ex-companheiro da vítima em que ele confessava o crime. “Matei a muié (Sic.). Mas não conta nada para ninguém”, teria dito, segundo a PM.

Os policiais seguiram o menor, sem ele perceber, e chegaram até uma mulher, de 27. Ao ser questionada, segundo a PM, ela confessou que o suspeito de homicídio estava escondido na casa dela, mas que não sabia o crime que ele teria cometido. O autor foi encontrado escondido no imóvel. De acordo com o boletim de ocorrência da PM, ele confessou o crime. Disse, ainda, que o adolescente estava junto com ele.

Segundo a PM, em conversa com os militares, o menor informou que não agiu diretamente no crime e que somente deu apoio ao lado de fora da casa. Ele mostrou vídeos aos policiais que mostram o assassinato da mulher e imagens com a moto, que havia sido roubada. No celular também foram encontrados outros vídeos de mulheres sendo esfaqueadas.

Os três foram detidos e encaminhados para a delegacia. A Polícia Civil vai investigar a participação de cada um no crime. Eles podem responder por feminicídio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade