Publicidade

Estado de Minas

Mulher é morta na frente dos filhos em MG; ex-marido é suspeito

A filha mais velha do casal, de 9 anos, conseguiu sair de casa e denunciar o crime para a avó. A Polícia Militar (PM) faz buscas para tentar encontrar o autor do crime


postado em 24/10/2018 16:21 / atualizado em 24/10/2018 16:38

Michele Aparecida de Medeiros, de 40 anos, já havia denunciado o ex-marido por ameaça(foto: Reprodução /Facebook)
Michele Aparecida de Medeiros, de 40 anos, já havia denunciado o ex-marido por ameaça (foto: Reprodução /Facebook)

Um caso de feminicídio chocou um distrito de Lajinha, na Região da Zona da Mata. Uma mulher de 40 anos foi assassinada a facadas pelo ex-marido dentro de uma casa. O assassinato aconteceu na frente da filha do casal, de 9 anos, e do filho mais novo do casal. Ela correu para a casa da avó e contou detalhes do crime. A Polícia Militar (PM) foi acionada e ainda faz buscas na tentativa de prender o autor do crime, identificado como Anderson da Silva Nascimento, de 37 anos. A vítima já tinha sido agredida anteriormente por ele.

O assassinato aconteceu na noite de terça-feira em uma casa no distrito de Córrego Carvalho, na zona rural de Lajinha. De acordo com a PM, a garota contou detalhes do crime. Em conversa com os militares, informou que chegou em casa junto com a mãe Michele Aparecida de Medeiros, de 40,   o irmão mais novo. Eles ligaram a televisão e ouviram um barulho vindo do quarto.

A garota disse que foi até o cômodo junto com a mãe e que, em um primeiro momento, não viu nada. Quando abaixou para olhar embaixo da cama, acabou sendo surpreendida por Anderson, que saiu com uma faca na mão. “Eu vou te matar”, teria dito o homem para Michelle. As duas correram e foram seguidas pelo autor.

Segundo depoimento da menina, Michelle tentou abrir a porta da casa, mas acabou alcançada. A mulher, então, correu para a cozinha, enquanto era esfaqueada pelo ex-marido. A menina conta que a mãe tentou pular uma janela da cozinha, mas foi puxada pela roupa e atacada. No boletim de ocorrência consta, ainda, que a garota chegou a implorar ao pai para parar as agressões, mas que acabou empurrada.

A garota fugiu por meio de uma janela, deixando o irmão mais novo. Ela seguiu até a casa da avó e contou os detalhes do crime. A PM foi acionada e foi até a casa. Segundo o boletim de ocorrência, os policiais tiveram que arrombar o portão e a porta da cozinha, pois estavam trancados. Ao entrar na residência, encontraram marcas de sangue. A vítima estava caída no chão e já sem sinais vitais.

Fuga


Logo que o crime foi comunicado, os policiais iniciaram as buscas para tentar prender Anderson. Eles entraram em contato com a mãe do autor. Informações recebidas pelos militares indicaram que ele teria fugido em uma moto vermelha em direção ao Córrego São Domingos, que dá acesso ao estado do Espírito Santo. Rastreamento foi feito na região, mas ele não foi localizado.

Brigas constante


A possível motivação para o crime seria ciúmes. A filha do casal contou que Anderson chegou na casa acusando Michelle de traição. Disse, ainda, que o pai chegou a falar há algum tempo que iria matar a companheira e, em seguida, tirar a própria vida. A avó da garota disse que o casal estava separado há aproximadamente três meses e que Anderson não aceitava o fim do relacionamento. Constantes brigas por ciúmes entre o casal foram registradas.

De acordo com a PM, a mulher já havia registrado um boletim de ocorrência por ameaça de Anderson em setembro deste ano. E outra ocorrência de dano em junho.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade