Publicidade

Estado de Minas

Mulher tem tablet quebrado pelo marido, denuncia falso assalto e é presa pela PM

Mulher disse à polícia que havia sido roubada por um homem armado com uma faca, mas desmentiu história após questionamentos da PM; crime teria acontecido a metros de uma base móvel da polícia


postado em 16/10/2018 22:20 / atualizado em 16/10/2018 22:27

Local em que a mulher informou que havia sido assaltada está situado a apenas 20 metros de uma base da PM(foto: Reprodução/Google Street View)
Local em que a mulher informou que havia sido assaltada está situado a apenas 20 metros de uma base da PM (foto: Reprodução/Google Street View)


Uma mulher foi presa nesta terça-feira (16) após comunicar um falso crime à Polícia Militar (PM). Segundo A.C.S.V, de 25 anos, um homem tinha lhe assaltado no quarteirão fechado da Rua Carijós, no Centro de BH, por volta das 19h dessa segunda.


De acordo com a polícia, a mulher relatou que um homem aproximou dela armado com uma faca. O autor teria dito “passa a bolsa, porque senão vou te furar e te matar”. Ela disse aos militares que entrou em desespero e procurou apoio de populares.


A partir do relato, um militar lhe perguntou por que ela não havia registrado a ocorrência na base móvel da PM, situada a poucos metros do local do crime. Ela disse que não o fez porque acionar a PM “não adiantaria nada”. A mulher continuou sustentando sua versão.


Neste momento, outro militar conversou com ela e disse que o local era monitorado por câmeras. Foi neste momento que a mulher confessou que o crime não havia acontecido e deu uma outra versão do caso.


Conforme a mulher, ela teria sido vítima de agressões do marido. O homem teria quebrado diversos objetos dela, inclusive o tablet.


Para tentar ressarcimento da seguradora do equipamento, ela procurou uma unidade da loja na qual comprou o tablet. A atendente lhe disse que o estabelecimento comercial só devolvia o dinheiro nos casos de furto qualificado e roubo. Por isso, ela teve a ideia de fingir ter sido vítima de um crime.


A mulher foi presa e encaminhada a uma delegacia da Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade