Publicidade

Estado de Minas

Polícia investiga incêndio de trator no Norte de Minas

Veículo pertencia ao poder público e atendia mais de 200 pequenos produtores da cidade de São João da Ponte; suspeita é de vandalismo


postado em 15/10/2018 19:30

(foto: Divulgação/WhatsApp)
(foto: Divulgação/WhatsApp)


O incêndio misterioso de um trator está sendo alvo de investigação da Polícia Civil, no município de São João da Ponte, na Região Norte de Minas Gerais. Adquirido com recursos públicos, o trator pertence a uma associação comunitária de agricultores familiares e foi incendiado criminosamente na última quarta-feira (10), na comunidade rural de Jacaré, a 28 quilômetros da sede do município.


Ouvido nesta segunda-feira, o prefeito de São João da Ponte, Danilo Veloso (PT), disse que foram prejudicados mais de 200 pequenos produtores, que seriam atendidos com preparação dos terrenos para o plantio das lavouras de subsistência. O incidente aconteceu justamente na proximidade do período das chuvas. “Além da associação comunitária do Jacaré, o trator atendia pequenos produtores de outras comunidades próximas”, afirma Veloso.


O veículo estava na propriedade de um pequeno agricultor, que seria atendido com o serviço de preparo da terra para plantio, quando aconteceu o incêndio criminoso. Mesmo que o fato tenha ocorrido poucos dias depois da eleição, em uma região tranquila, o prefeito disse que não acredita que o incêndio do trator tenha motivação política. “Acho que foi vandalismo mesmo”, diz Danilo Veloso.


Ele lembra que há algum tempo, o mesmo veículo foi alvo de uma tentativa de incêndio por um desconhecido. “Mas, na época, os moradores perceberam o incêndio e apagaram o fogo rapidamente”, disse. Ainda segundo ele, o trator incendiado foi comprado com recursos federais, liberado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio de emenda parlamentar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade