Publicidade

Estado de Minas

Volta do feriado tem acidentes com mortes nas rodovias mineiras

Ao menos quatro pessoas morreram nas rodovias federais que cortam Minas Gerais neste domingo


postado em 14/10/2018 10:19 / atualizado em 14/10/2018 18:25

Carros ficaram destruídos depois da colisão frontal na BR-265, próximo a Barroso, na Região Central de Minas Gerais(foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)
Carros ficaram destruídos depois da colisão frontal na BR-265, próximo a Barroso, na Região Central de Minas Gerais (foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)

A volta para casa é marcada por acidentes com mortes nas rodovias federais que cortam o estado. Ao menos quatro pessoas morreram na manhã deste domingo. Um dos acidentes aconteceu devido a uma ultrapassagem proibida. Dois veículos bateram de frente na BR-265, próximo a Barroso, na Região Central de Minas Gerais. Duas pessoas morreram na hora e outras três ficaram feridas. Devido ao acidente, o trânsito chegou a ficar parcialmente interditado na estrada.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o acidente aconteceu próximo ao km 234. Testemunhas contaram que o motorista de um Gol tentou fazer uma ultrapassagem em um trecho de faixa contínua, o que é proibido. Durante a manobra, acabou atingindo de frente um outro Gol que seguia no sentido contrário. 

Com o impacto da batida, duas pessoas, ainda não identificadas, morreram na hora. Outras três ficaram feridas. Duas delas foram levadas para um hospital de Barroso e outra para uma unidade de saúde de Barbacena, que fica na mesma região.  Ocupantes de um dos veículos envolvidos na batida são de Tiradentes e voltavam de uma festa que aconteceu em Barroso, segundo o Corpo de Bombeiros. 

Três pessoas ficaram feridas e foram socorridas para hospitais da região(foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)
Três pessoas ficaram feridas e foram socorridas para hospitais da região (foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)
Outro acidente com morte foi registrado na manhã deste domingo. Uma carreta e um carro bateram de frente na BR-262, em Nova Serrana. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a ocorrência aconteceu no km 458 da rodovia. Duas pessoas morreram na hora. As causas do acidente ainda estão sendo apuradas. A pista chegou a ficar totalmente interditada. Por volta das 10h40, meia pista foi liberada.

De acordo com a Triunfo Concebra, concessionária responsável pela rodovia, o acidente envolveu três veículos, sendo dois de passeio e uma carreta. Um dos automóveis fugiu do local logo após a ocorrência. Em um Uno, que acabou sendo arrastado pelo veículo de carga, duas pessoas morreram.  O condutor do veículo maior ficou levemente ferido. O congestionamento no trecho chegou a aproximadamente três quilômetros. 
Em outro acidente, quatro pessoas ficaram feridas. O motorista de um carro perdeu o controle do veículo, que bateu na defensa metálica na BR-381, em Campanha, na Região Sul de Minas Gerais. Ambulâncias da Autopista Fernão Dias, concessionária responsável pela rodovia, atendem as vítimas. O estado de saúde delas não foi informado. As causas do acidente ainda estão sendo apuradas. Devido a batida, o trânsito ficou parcialmente interditado na rodovia. 

Caminhão tombou na BR-381 e interditou a pista(foto: Reprodução/Redes sociais)
Caminhão tombou na BR-381 e interditou a pista (foto: Reprodução/Redes sociais)

Mais cedo, motoristas que passaram pela BR-381, entre o Espírito Santo e Belo Horizonte, enfrentaram lentidão. Um caminhão carregado com móveis tombou no km 365, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais. Por causa disso, a pista ficou interditada e o trânsito fluiu de forma alternada. 

Restrição

Vale lembrar que neste domingo haverá restrição de tráfego em estradas de pista simples. Entre 16h e 22h, estão proibidos de circular veículos de carga tipo bitrens, treminhões e rodotrens (com mais de duas unidades, sendo uma tratora e as demais tracionadas e comprimento entre 19,80 e 30 metros); cegonheiras (com duas unidades e média de 22,40 metros de comprimento); cargas indivisíveis (que excedam as medidas regulamentadas) e, ainda, veículos com até duas unidades, acima de 2,60 metros de largura ou mais de 4,40 metros de altura ou acima de 18,60 metros de comprimento, mesmo que estejam vazios ou tenham a Autorização Especial de Trânsito (AET).

Os condutores que desrespeitarem a medida estão sujeitos a perda de quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), multa de R$ 130,16 e retenção do veículo até o término do horário limite.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade