Publicidade

Estado de Minas

Assaltante invade educandário e agride funcionária e interno em Juiz de Fora

Instituição acolhe pessoas com deficiência. Durante a madrugada de terça, criminoso armado com tesoura invadiu o local


postado em 19/09/2018 09:27

(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)
(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)

A sede do Educandário Carlos Chagas, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, foi invadida na madrugada de terça-feira. Segundo a direção da instituição, um homem armado com uma tesoura entrou no local por volta das 3h e anunciou o roubo. Ele revirou vários cômodos do imóvel. 

Uma funcionária foi agredida com chutes e feita refém. O homem ainda teria ameaçado estuprar a mulher. Um dos internos também foi alvo das agressões e teve o rosto arranhado por ele.

Ainda de acordo com o diretor do educandário, o homem teria ficado cerca de uma hora no local. Ele roubou quatro tesouras, um celular, um relógio, um telefone fixo e a chave de um carro. O diretor da instituição ainda retirou a tubulação de gás, desmontou uma roçadeira e furou o pneu de um carro. 

A funcionária agredida recebeu atendimento na UPA Norte e foi liberada. O suspeito ainda não foi identificado. Ele fugiu do local e ainda não havia sido localizado pela polícia. 

(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)
(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)


O Educandário Carlos Chagas foi criado em 1932 e sempre acolheu pessoas com deficiência e durante mais de 30 anos também acolheu crianças em vulnerabilidade social.  Atualmente, a instituição atende 27 pessoas em regime de acolhimento. Elas são pessoas com algum tipo de deficiência. O Educandário ainda tem um programa de primeiro emprego, atendendo nove adolescentes. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade