Publicidade

Estado de Minas

PM sai para atender ocorrência de suicídio, mas perícia constata crime na Grande BH

Vítima já havia tentado tirar a própria vida em data anterior, contudo perito deslocado classificou caso como homicídio a facadas


postado em 02/09/2018 14:10

Adson Gomes, de 35 anos, foi morto com golpes de faca no peito e na cabeça na noite deste sábado, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte. Conforme o boletim de ocorrência, a PM atenderia uma ocorrência de suicídio a princípio, mas a perícia identificou o ato como homicídio. 

A suspeita inicial partiu da esposa de Adson, Arlete de Souza, também de 35. De acordo com a polícia, ela afirmou que o homem já havia tentado suicídio em data anterior, versão também confirmada pelo irmão da vítima, Edson Gomes. Além disso, a porta da casa onde ocorreu o crime estava trancada, o que sustentou ainda mais a hipótese dos parentes. 

Entretanto, os peritos informaram que Adson não seria capaz de esfaquear o peito e a cabeça ao mesmo tempo, além dele estar com um pano na boca. Por isso, a ocorrência foi encerrada como homicídio na 13ª Delegacia Especializada de Homicídios em Vespasiano.

A mulher da vítima informou que o homem havia comprado uma moto nos dias anteriores ao crime. Porém, não há, até aqui, ligação entre a aquisição e a morte. Celulares e uma faca foram apreendidos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade