Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil identifica suspeito de atirar contra festa do deputado Alencar da Silveira Jr.

Homem mora no prédio ao lado de onde ocorria a festa organizada pelo parlamentar e usou uma espingarda com mira telescópica


postado em 31/08/2018 21:24 / atualizado em 31/08/2018 21:45

Arma usada no crime foi apreendida pela Polícia Civil(foto: Reprodução/Polícia Civil)
Arma usada no crime foi apreendida pela Polícia Civil (foto: Reprodução/Polícia Civil)
Um homem de 28 anos foi identificado como suspeito de disparar tiros de chumbinho, no último domingo (26), contra uma festa organizada pelo deputado estadual Alencar da Silveira Jr. (PDT/MG) no Bairro Lourdes, na Região Centro-Sul da capital mineira. Ele é morador de um prédio vizinho e estaria incomodado com o barulho da festa. Os disparos atingiram quatro pessoas, inclusive dois sobrinhos do parlamentar. 
 
O prédio de onde os tiros partiram é o mesmo do prefeito de BH, Alexandre Kalil (PHS). No dia do fato, a Polícia Militar (PM), no boletim de ocorrência lavrado, já suspeitava que os projéteis teriam partido do imóvel.

O suspeito é filho de uma ex-política influente no Vale do Jequitinhonha, ostenta armas de fogo em suas redes sociais e é estudante de Direito. Para ferir os vizinhos, ele usou uma espingarda de chumbinho, com auxílio de uma mira telescópica. O armamento foi apreendido pelas forças de segurança, mas o suspeito não foi encontrado no apartamento. 

De acordo com o deputado, a identificação do suspeito contribui para a redução de novos casos. "É um alívio para todos os moradores. Quando acontece isso, se não apurar, vai acontecer outros casos. A arma fez um estrago grande, porque meu sobrinho só sai do hospital daqui a dois ou três dias. Cirurgia dele demorou quatro horas", disse.

(foto: Tiros feriram sobrinho do deputado Alencar da Silveira Jr. Jovem precisou passar por cirurgia)
(foto: Tiros feriram sobrinho do deputado Alencar da Silveira Jr. Jovem precisou passar por cirurgia)


O sobrinho de Alencar é quem ficou em estado mais crítico. Ele foi levado para o hospital depois de ter o intestino perfurado. Por meio das redes sociais, o deputado contou o estado de saúde dos feridos. “Quatro pessoas foram feridas, duas não precisaram de atendimento médico, pois os tiros pegaram de raspão. Um sobrinho meu foi atingido no ombro e na mão, mas já foi liberado do hospital. Um outro sobrinho teve o intestino perfurado, mas já foi operado e está se recuperando”, disse.

A mulher do deputado foi uma das pessoas feridas de raspão. Ela foi atingida na perna e só percebeu dias depois do fato, quando identificou uma dormência na perna e encontrou o estilhaço.

Nesse domingo (26), a PM fez buscas de imagens de câmeras de segurança dos prédios vizinhos ao de Alencar, mas elas não mostraram nada que pudesse identificar o atirador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade