Publicidade

Estado de Minas

Viaduto é liberado na BR-381, em Caeté

O elevado faz parte do projeto de duplicação da rodovia


postado em 24/08/2018 18:37 / atualizado em 24/08/2018 18:53

O trânsito no viaduto foi liberado na noite desta sexta-feira(foto: Nova 381/Divulgação)
O trânsito no viaduto foi liberado na noite desta sexta-feira (foto: Nova 381/Divulgação)
Um dos trechos que vinha dando bastante dor de cabeça para os motoristas mineiros que passam pela BR-381, no município de Caeté, será desafogado a partir da noite desta sexta-feira (24). O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) liberou a utilização de um viaduto de 600 metros ligando dois trechos da rodovia.

A obra que começou em 2014 foi feita no Lote 7 (entre o Rio Una e o trevo de Caeté) da duplicação, que está com 64% pronto. Os outros sete lotes da obra de duplicação, que liga a capital mineira até Governador Valadares continuam parados, sem previsão de recursos.

No mês passado, o governo federal tentou bloquear mais de R$ 50 milhões do orçamento previsto para a obra, mas a bancada mineira na Câmara dos Deputados conseguiu impedir o corte. Até agora, no entanto, o recurso ainda não foi empenhado para a obra na Rodovia da Morte. O dinheiro será destinado para finalização dos Lote 7 e para as obras de ligação da BR em túneis que já foram finalizados. 

A duplicação da rodovia que ficou famosa pelo alto índice de acidentes com vítimas fatais é uma obra prometida há décadas. Em 2014, a ex-presidente Dilma Rousseff assinou a ordem de serviço para o início das obras, mas com o agravamento da crise econômica nos anos seguintes, a duplicação passou a sofrer com congelamentos sucessivos dos recursos. Entre os 303 quilômetros que ligam BH até Valadares, pouco mais de 10 quilômetros já foram liberados para os motoristas.  

Com a maior parte da duplicação ainda sem obras (e sem previsão para início das obras), empresários e políticos que acompanham o andamento das obras cobram a liberação dos recursos possíveis para evitar que o que já foi feito fique sem ser liberado para os motoristas.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade