Publicidade

Estado de Minas

Interdições no Complexo da Lagoinha devido a acidente deixam trânsito lento

Pistas seguem parcialmente interditadas embaixo da trincheira que foi atingida por um caminhão na noite desse domingo. A alça que passa por cima da estrutura continuará fechado ao longo da semana. A estimativa é que as obras no local durem aproximadamente quatro dias


postado em 20/08/2018 18:13 / atualizado em 20/08/2018 18:38

Ver galeria . 27 Fotos Carreta que transportava retroescavadeira bate em vigas de trincheira do Complexo da Lagoinha, região central de BH. Altura máxima permitida é de 4,5 metroBHTrans/Divulgação
Carreta que transportava retroescavadeira bate em vigas de trincheira do Complexo da Lagoinha, região central de BH. Altura máxima permitida é de 4,5 metro (foto: BHTrans/Divulgação )

Motoristas que trafegam pelo Complexo da Lagoinha, no Centro de Belo Horizonte, ainda seguem confusos e enfrentam lentidão. Pistas seguem parcialmente interditadas embaixo da trincheira que foi atingida por um caminhão na noite desse domingo. A alça que passa por cima da estrutura continuará fechado ao longo da semana. A estimativa é que as obras no local durem aproximadamente quatro dias.

No início da noite desta segunda-feira, o trânsito é lento na volta para casa no Complexo da Lagoinha. Alguns motoristas ainda estão confusos com as mudanças e interdições no trânsito. Continuam interditadas duas faixas embaixo da trincheira na pista para quem sai do Túnel da Lagoinha em direção ao Viaduto Oeste e a Avenida Nossa Senhora de Fátima. Mesmo assim, os veículos estão liberados de passar no trecho nesta direção. No sentido contrário, nenhuma faixa está interditada e o trânsito está liberada.

Já o trânsito na via que passa acima da trincheira, que liga a Avenida Pedro II com as avenidas Cristiano Machado e Antônio Carlos, está totalmente interditado. Os motoristas que pegam a Avenida Pedro II devem desviar pelo Viaduto B, Rua dos Caetés, Rua Espírito Santo, Avenida do Contorno, Viaduto Leste. Em seguida, poderá escolher entre os acessos das avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado.

As interdições foram causadas por um acidente com um caminhão que transportava uma retroescavadeira. Segundo a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) da capital, na noite de domingo, o motorista desobedeceu a sinalização de altura máxima, que no local é de 4,5 metros, e colidiu com as estruturas de concreto. “Várias vigas foram deslocadas com o impacto. Defesa Civil está no local realizando avaliações e até o momento interditou temporariamente via no sentido Barro Preto e a pista da esquerda no sentido Pampulha”, informou o órgão na noite passada.

O acidente que provocou caos no trânsito em Belo Horizonte não é um fato raro na cidade. Ao menos outras quatro ocorrências semelhantes, onde cargas de caminhões ficaram presas e danificaram o viaduto no Complexo da Lagoinha, já foram registradas. A primeira delas em 2009.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade