Publicidade

Estado de Minas

Instabilidade continua e pode chover de novo em Belo Horizonte nesta terça

Na noite de segunda-feira, granizo surpreendeu a população em diversas regiões. Zona da Mata e Vale do Rio Doce podem ter temporais hoje


postado em 07/08/2018 08:51 / atualizado em 07/08/2018 13:22

Manhã desta terça-feira tem céu ainda nublado em Belo Horizonte(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
Manhã desta terça-feira tem céu ainda nublado em Belo Horizonte (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)

Moradores de Belo Horizonte e região metropolitana devem manter o alerta nesta terça-feira. Áreas de instabilidade continuam atuando sobre o estado e pode voltar a chover hoje, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Na noite passada, um temporal com queda de granizo assustou a população de diversos bairros da capital e outras regiões do estado e interrompeu a partida entre Atlético e Internacional no Estádio Independência, no Horto. 

“Hoje o tempo ainda segue instável, com pancadas de chuva em grande parte de Minas Gerais, menos nas regiões Norte, Noroeste e Jequitinhonha”, diz o meteorologista Claudemir Azevedo, do Inmet. “As chances maiores de chuva são para o Vale do Rio Doce e a Zona da Mata”, explicou. Segundo o meteorologista, as duas regiões, que ficam nas divisas dos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro, têm grandes chances de registrar temporais hoje. Nesta manhã, já houve precipitação em Coronel Pacheco e Manhuaçu. 

“Isso se deve à intensificação das áreas de instabilidade atuando sobre parte do estado de São Paulo e Minas Gerais. Por outro lado, tem uma frente fria sobre o Atlântico Sul. O fator que explica essas chuvas foi a intensificação das áreas de instabilidade sobre as regiões Central, Oeste e na faixa Leste”, diz Azevedo.  As chuvas nos primeiros sete dias de agosto já ultrapassaram a média histórica para o mês, tipicamente seco, em Belo Horizonte, que é de 14,8 milímetros. Veja o volume de chuva, por regional da cidade, divulgado pela Defesa Civil:

Acumulado de chuva, por regional no mês de agosto, até 7h50 do dia 7 (terça-feira) 

Barreiro: 49,4 (334%) 
Centro Sul: 42,8 (289%)
Leste: 46,0 (311%)
Nordeste: 26,6 (180%)
Noroeste: 38,4 (259%)
Norte: 23,2 (157%)
Oeste: 55,8 (377%)
Pampulha: 44,6 (301%)
Venda Nova: 23,3 (157%)
Média Climatológica Agosto: 14,8 mm 

Acumulado de chuva de segunda-feira (6) até 23h59 

Barreiro: 12,0
Centro Sul: 11,4
Leste: 12,6
Nordeste: 4,2
Noroeste: 13,6
Norte: 1,2
Oeste: 10,8
Pampulha: 20,0
Venda Nova: 0,0

Dados de maiores pancadas de chuva em 10 minutos, segunda-feira (6) até 23h59 

21h: 8,4 mm - Barreiro
21h10: 17,4 mm - Pampulha
21h30: 10,6 mm - Leste

Ver galeria . 27 Fotos Temporal com granizo danificou casas, carros e derrubou árvores em BH e região metropolitana. No Bairro Novo Glória, telhado de metal foi arrancado e atingiu carro na Rua Délio Salomão VieiraPaulo Filgueiras/EM/DA Press
Temporal com granizo danificou casas, carros e derrubou árvores em BH e região metropolitana. No Bairro Novo Glória, telhado de metal foi arrancado e atingiu carro na Rua Délio Salomão Vieira (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press )


Ainda na noite de ontem, o meteorologista Ruibran dos Reis, do ClimaTempo, destacou ao em.com.br que o granizo que atingiu parte do estado foi um fenômeno atípico. Ao encontrar com a massa quente, a frente fria que chegou no estado resultou em chuva de granizo de grande volume. “Para o mês de agosto, é um fenômeno atípico. Precipitações com pedras de gelo como as que foram vistas em BH, Contagem, Betim, Nova Lima, entre outros municípios, ocorrem em outubro e normalmente no período da tarde. Foi algo bem raro, que aponta para as mudanças climáticas”, destacou o meteorologista Ruibran dos Reis, do ClimaTempo.

Em BH hoje, a temperatura mínima foi de 15 graus e a máxima deve chegar aos 24. A maior temperatura do estado hoje deve ser de 37 graus no extremo Norte. 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade