Publicidade

Estado de Minas

Acidentes nas estradas de Minas mataram 52 pessoas em 19 dias de férias

Pelo menos 52 pessoas perderam a vida nas rodovias que cortam Minas do início do recesso escolar, em 13 de julho, até ontem, média de 2,6 óbitos por dia. Em todo o mês, foram 62


postado em 01/08/2018 06:00 / atualizado em 01/08/2018 08:51

Ver galeria . 10 Fotos Três pessoas que estavam no carro, com placas de São Paulo, morreram na batida com uma carreta na manhã desta terça-feira Paulo Filgueiras/EM/DA Press
Três pessoas que estavam no carro, com placas de São Paulo, morreram na batida com uma carreta na manhã desta terça-feira (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press )


Julho terminou ontem com a triste marca de pelo menos 62 mortes registradas em 25 acidentes nas estradas mineiras, segundo levantamento preliminar do Estado de Minas, até o fechamento desta edição. Em menos de 48 horas, nos dois últimos dias do mês, na volta do recesso escolar, foram 11 óbitos em quatro ocorrências. Desde 13 de julho, uma sexta-feira, quando o fluxo de veículos começou a aumentar em função das férias de meio de ano, pelo menos 52 pessoas morreram, o que significa média de 2,6 óbitos a cada dia em rodovias federais e estaduais que cortam Minas.

O mais grave acidente de ontem foi na BR-381, em Sabará, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Três pessoas tiveram morte instantânea na batida do Fox em que estavam, com placas de Boituva (SP), com dois veículos de carga. O acidente ocorreu no Km 438, perto da Cotochés.

“Pela dinâmica do trauma e relatos dos motoristas dos veículos de carga, o condutor do carro foi ao encontro da carreta. Ele não tentou voltar para a pista dele nem dar um golpe na direção”, explica o aspirante Leandro de Oliveira Pereira, do 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros. “Isso mostra que o motorista perdeu o controle do veículo, dormiu na direção ou passou mal”.

Ao invadir a contramão, o carro bateu de frente com uma carreta, rodou na pista e colidiu lateralmente em outro veículo de carga. Conforme o aspirante Leandro, todas as vítimas usavam cinto de segurança e os airbags abriram, mas a colisão lateral causou fraturas e ferimentos que levaram à morte. Além disso, o veículo ficou bastante compactado, prendendo as vítimas às ferragens.

Na tarde de ontem, na MG-432, em Esmeraldas, na Grande BH, duas pessoas morreram quando um caminhão tombou sobre dois carros. O acidente foi no trecho que liga a cidade a Ribeirão das Neves. O veículo de carga estava transportando areia. Na MG-434, que dá acesso a Itabira, Região Central, pelo menos uma pessoa morreu na capotagem de uma caminhonete, próximo ao trevo da BR-381.

Ver galeria . 4 Fotos Reprodução/Polícia Militar
Reprodução/Polícia Militar (foto: )


BEBÊ SALVO Na noite da segunda-feira, três pessoas perderam a vida numa batida no Km 588 da BR-040, em Itabirito, na Região Central. Um bebê que estava num dos carros foi resgatado pela equipe do helicóptero Pegasus, da Polícia Militar e levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. O acidente foi provocado pelo condutor de uma carreta, carregada de detergente, que invadiu a contramão, passou sobre um Prisma e arrastou um caminhão de pequeno porte Hyundai HR.

De acordo com o policial rodoviário federal Cilas Bernardes, entre os fatores que teriam contribuído para a tragédia está falta de sinalização de trânsito engarrafado, causado por obras na pista. “O motorista da carreta seguia no sentido BH/Rio quando se deparou com a fila, na altura do Restaurante da Celinha. As opções eram sair da pista para a direita e bater na traseira de um caminhão-tanque parado no engarrafamento ou jogar para a esquerda, na contramão, o que ele preferiu”, explicou.

O policial contou que a carreta arrastou a caminhonete e o carro. “O condutor da Hyundai e o casal no Prisma morreram na hora. Os veículos foram para fora da pista no sentido Rio/BH. Para surpresa de todos, em meio aos destroços do carro havia um bebê numa cadeirinha. Foi uma corrida pela vida, com as pessoas ajudando a tirar a carga de detergente de cima do que restou do Prisma e na sequência o resgate cuidadoso feito pelos bombeiros”, descreveu Bernardes.

Morreram no acidente os pais do bebê, identificados como Cléber Telles Ribeiro, de 48 anos, e Rita Cristina Batista Mendes, de 38, e também Cilas Rodrigues da Silva, de 41, na Hyundai. A perícia esteve no local fazendo os levantamentos. O disco do tacógrafo da carreta, em que se registra a velocidade em que o veículo trafega, estava vencido.

 

 

ACIDENTES FATAIS


Confira a cronologia da violência nas estradas em Minas

2 de julho    Três mortos na BR-135, em Curvelo (Região Central)
7 de julho    Seis mortos na BR-365, em Uberlândia (Triângulo)
11 de julho    Um morto na BR-265, em Lavras (Sul de Minas)
13 de julho    Dois mortos na MGC-122, em Janaúba (Norte de Minas)
15 de julho    Dois mortos na BR-116, em Santa Rita de Minas (Vale do Rio Doce)
16 de julho    Nove mortos na BR-251, em Francisco Sá (Norte de Minas)
18 de julho    Um morto na BR-135, em Montes Claros (Norte de Minas)
18 de julho    Um morto na LMG-679, em Claro dos Poções (Norte de Minas)
20 de julho    Três mortos na BR-381, em Periquito (Vale do Aço)
22 de julho    Um morto na BR-381, em Antônio Dias (Vale do Aço)
23 de julho    Três PMs mortos na BR-262, entre Nova Serrana e Araújos (Centro-Oeste de Minas)
24 de julho    Três mortos na BR-040, em Nova Lima (Grande BH)
24 de julho    Um morto na BR-040, em Juiz de Fora (Zona da Mata)
24 de julho    Três mortos na BR-135, em Corinto (Região Central)
24 de julho    Um morto na BR-381, em Itatiaiuçu (Grande BH)
24 de julho    Dois mortos na BR-116, em Teófilo Otoni (Vale do Mucuri)
25 de julho    Dois mortos na BR-381, em Extrema (Sul de Minas)
26 de julho    Um morto na BR-381, em São Gonçalo do Rio Abaixo (Região Central)
26 de julho    Um morto na BR-381, em Estiva (Sul de Minas)
28 de julho    Um morto na BR-040, em Nova Lima (Região Metropolitana de Belo Horizonte)
28 de julho    Cinco mortes na MG-401, em Verdelândia (Norte de Minas)
30 de julho    Dois mortos na BR-452, em Santa Juliana (Alto Paranaíba)
30 de julho    Três mortes na BR-040, em Itabirito (Região Central)
31 de julho    Três mortes na BR-381, em Sabará (Região Metropolitana de BH)
31 de julho    Duas mortes na MG-432, em Esmeraldas (Região Metropolitana de BH)
31 de julho    Uma morte na MG-434, em Itabira (Região Central)

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade