Publicidade

Estado de Minas

Após problema técnico em São Paulo, BH tem voos atrasados nesta sexta

BH Airport, concessionária responsável pelo Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, informou que havia 10 voos atrasados na estrutura às 14h30 desta sexta-feira


postado em 20/07/2018 14:28 / atualizado em 20/07/2018 18:45

(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Problemas técnicos no sistema de radar da Aeronáutica na área de controle de São Paulo causou transtornos para passageiros que embarcariam rumo aos terminais de Guarulhos, Campinas e Congonhas, naquele estado. No Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, Região Metropolitana de Belo Horizonte, pelo menos10 voos se atrasaram até o meio da tarde, segundo informou a BH Airport, que administra o terminal.

Para evitar transtornos, a BH Airport orientou que os passageiros consultassem as operações de seus voos junto às companhias aéreas antes de seguirem para Confins. No aeroporto, principal do estado, às 5h foram constatados as dificuldades para as decolagens rumos a São Paulo.

Por meio de nota, o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, informou que ao longo desta sexta-feira foram adotadas medidas pelo Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA) para regularizar o fluxo de tráfego aéreo. “Essas medidas foram necessárias por que a Área de Controle Terminal de São Paulo (APP-SP) foi afetada, entre a madrugada e a manhã desta sexta-feira, por instabilidades na visualização radar”, explicou o comunicado.

E, segundo a Aeronáutica, as instabilidades ocorreram durante a transição do fornecimento de energia elétrica do abastecimento comercial para o do gerador próprio, entre as 23h30 da quinta-feira e as 4h30 e as 10h30 desta sexta-feira. Ao meio dia o abastecimento de energia elétrica foi normalizado.

“Todas as ações tomadas visam restabelecer a normalidade das operações, sempre com foco na manutenção de um elevado nível de segurança. Uma das medidas adotadas será a ampliação do horário das operações dos aeroportos Santos Dumont (RJ) e Congonhas (SP) nesta sexta-feira.”

O Centro de Comunicação destacou “que em nenhum momento a segurança de voo foi comprometida.” E ressaltou que não há relação entre o fato ocorrido nesta sexta-feira, envolvendo o fornecimento de energia elétrica, com a instabilidade registrada em 16 de junho de 2018, quando uma das placas de telecomunicações precisou ser substituída.

Segundo a Infraero, não houve atrasos no Aeroporto da Pampulha. Contudo, 75 voos estão atrasados e outros 34 estão cancelados nos aeroportos administrados pela empresa no país. 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade