Publicidade

Estado de Minas

Prefeitura começa nova fase do manejo das capivaras na orla da Pampulha

Brete foi instalado na parte externa do Parque Ecológico. Outros dois devem ser colocados nos próximos dias


postado em 13/07/2018 12:59

(foto: PBH/Divulgação)
(foto: PBH/Divulgação)

A Prefeitura de Belo Horizonte começou nesta semana uma nova fase do manejo das capivaras que vivem na orla da Lagoa da Pampulha. Um novo brete para captura dos roedores foi instalado do lado de fora do Parque Ecológico e outros dois devem ser instalados nos próximos dias. O procedimento tem autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e as práticas são executadas para gerar pouco impacto no conjunto arquitetônico. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, desde o início dos trabalhos de manejo, em outubro do ano passado, foram contabilizadas 60 capivaras vivendo na orla da lagoa. Desde o início do ano, 30 já foram capturadas, esterilizadas (ligadura de trompas nas fêmeas e vasectomia nos machos), receberam carrapaticida - para combater o carrapato-estrela, transmissor da febre maculosa - e um chip instalado antes da soltura. 

O objetivo desta nova fase e realizar os procedimentos nos outros 30 roedores. Segundo a Secretaria, duas foram capturadas nesta semana. 

(foto: PBH/Divulgação)
(foto: PBH/Divulgação)


Em fevereiro de 2017, foi assinado o termo de ajustamento de conduta (TAC) sobre a questão das capivaras na Pampulha. Pelo acordo feito com o Ministério Público, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente tem dois anos, contatos da partir da data, para fazer o controle dos animais. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade