Publicidade

Estado de Minas

Tumulto na Esplanada do Mineirão deixa torcedores feridos

Área em que torcida assistia jogo em telão estava lotada e portões foram fechados, porém, quem ficou de fora invadiu espaço e houve pisoteamento de pessoas


postado em 27/06/2018 18:21 / atualizado em 27/06/2018 21:16

Contornado o tumulto à tarde, programação seguiu normal até o começo da noite no Mineirão(foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)
Contornado o tumulto à tarde, programação seguiu normal até o começo da noite no Mineirão (foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)
Um tumulto na Esplanada do Mineirão, na Pampulha em Belo Horizonte, onde foi instalado um telão gigante para a transmissão do jogo Brasil X Servia, resultou no pisoteamento de torcedores na tarde desta quarta-feira. Pelo menos quatro pessoas se feriram e foram socorridas no Hospital Odilon Behrens e numa Unidade de Pronto-Atendimento (UPA). Além da exibição da partida de futebol, com entrada gratuita, houve apresentação da banda Jota Quest depois do apito final.

A assessoria do Odilon Behrens informou que três mulheres deram entrada na unidade e foram levadas para a sala de emergência. São elas, A.C.G., de 19 anos, K.D., de 15, e T.K., de 20. Não houve confirmação do estado das pacientes, que chegaram em ambulâncias do organizador do evento. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, uma pessoa, do sexo masculino, foi levada para Unidade de Pronto-Atendimento Odilon Behrens, com um corte no rosto, provocado por uma garrafada. O homem chegou ao local em uma viaturada Polícia Militar.

Segundo a estudante Fabiana Lopes, de 21, às 13h10 os portões do evento já estavam fechadose militares da cavalaria estavam no local. “Reabriram os portões depois de 30 minutos, mas fecharam muito rápido. Nesse momento, acabei sendo pressionada por quem estava tentando entrar. Fiquei com falta de ar, prensada contra o poste. Acabei machucando e meus amigos também. Começamos a chorar e pedir o povo para não empurrar, pois tinham crianças perto”, contou a estudante.

De acordo com testemunhas e a PM, a área já estava lotada, com capacidade de público de 30 mil pessoas sueprada, quando torcedores que chegaram depois dos portões fechados começaram a invadir a Esplanada do Mineirão, pulando a cerca. Em determinado momento, quando seguranças abriram os portões, houve uma invasão e pessoas foram pisoteadas. A Polícia Militar, que já fazia a segurança externa com cerca de 80 policiais, enviou mais equipes ao local. Depois de cortornada a situação, com os feridos socorridos, a programação seguiu normalmente até o começo da noite, encerrado com o show da banda mineira.

O major Resende, do 34º Batalhão da PM, informou que o evento gratuito, com exibição do jogo Brasil X Servia e na sequência um show da banda Jota Quest, tinha estrutura para receber 30 mil pessoas e o limite foi rapidamente atingido. E do lado de fora ficaram pelo menos 20 mil. “Então foi aí que deu problema. Aqui, pra fazer esse tipo de evento, tem que ter um tipo de controle prévio, como cadastro na internet, ter acesso a um ingresso”, sugeriu Mesquita. “Só que pelo horário, teve gente que chegou três horas antes e não conseguiu entrar. O problema da PM é fora da Esplanada; não foi lá dentro. Chegou um determinado momento que abrimos o portão, mas foi a medida tomada para evitar que pessoas machucassem”, justificou o major.

A produção do “Mineirão Arena Nº1” informou, por meio de nota, que o evento tem capacidade sujeita a lotação, conforme amplamente divulgado. “A entrada é gratuita e controlada, por meio de catraca e revista, por uma equipe treinada de seguranças privados e conta com o apoio da Polícia Militar para fazer a segurança no entorno do estádio.”

 “No jogo de hoje (27), a lotação atingiu a capacidade máxima e a produção reforçou a segurança diante do grande público que ainda tentava acessar o estádio. A organização do movimento externo ao Mineirão foi auxiliada pela Polícia Militar. A produção reforça que prezamos pela segurança do público em primeiro lugar, e o efetivo de seguranças, assim como o atendimento médico dentro do estádio, estava dentro do exigido pelo alvará de funcionamento do evento”, finalizou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade