Publicidade

Estado de Minas

Padrasto mata enteada de 3 anos espancada após criança fazer xixi na roupa

Crime bárbaro aconteceu em Poços de Caldas e mãe da garotinha também foi presa como autora do crime. Polícia entendeu que ela não tomou nenhuma atitude para salvar a filha


postado em 15/06/2018 11:51 / atualizado em 15/06/2018 13:57

Cristopher confirmou as agressões, mas não disse mais nada aos policiais(foto: TV Poços/Divulgação)
Cristopher confirmou as agressões, mas não disse mais nada aos policiais (foto: TV Poços/Divulgação)
Está preso à disposição da Justiça o homem que matou a enteada de apenas três anos com agressões em Poços de Caldas, no Sul de Minas. Segundo a Polícia Militar, Cristopher Antony Tavares Coelho, de 27 anos, espancou de forma brutal Ana Lívia Lopes da Silva, 3 anos, que ainda chegou a ser atendida no hospital, nesta quinta-feira, mas morreu na unidade de saúde em virtude de vários ferimentos, entre os quais traumatismo craniano encefálico.

Ao receber a denúncia do crime, os policiais se deslocaram até o hospital e começaram a colher as versões de testemunhas para o crime. De uma tia de Ana Lívia, a polícia ouviu que a mãe de Cristopher foi chamada por sua nora quando a mãe da criança percebeu que a filha estava muito machucada. Como a mãe do autor do crime deu um grito ao presenciar a situação, a tia de Ana foi até a casa da criança e viu que ela realmente estava cheia de ferimentos e por isso a pegou o colo e levou até o Hospital Margarita Moralles.

A mãe de Cristopher confirmou a mesma versão para a polícia. Já mãe de Ana Lívia, Letícia Lopes Fonseca, de 18 anos, chegou à unidade de saúde logo depois da garota ter dado entrada e informou que Cristopher teria agredido a criança na quarta-feira porque ela fez xixi na roupa. No dia seguinte, novas agressões, mas ela não presenciou por estar dormindo no momento do espancamento.

Por volta das 8h30 de ontem, a mãe percebeu os hematomas, mas disse que pensou que a filha fosse melhorar, o que não aconteceu. Em seguida ela perdeu a consciência, mas essa situação permaneceu até cerca de 17h, quando a garota foi levada ao hospital.

Com todas as informações colhidas, os policiais prenderam em flagrante Cristopher, que confirmou as agressões e se manteve calado com relação aos motivos, e também prenderam Letícia, como coautora do crime por não ter tomado nenhuma atitude para salvar a filha.

A perícia da Polícia Civil esteve na casa da família e recomendou a apreensão de dois celulares, de Letícia e Christopher. No aparelho da mãe da garota, mensagens pedindo desculpas foram encontradas, que teriam sido enviadas pelo celular do autor. A morte da garota aconteceu na madrugada de hoje e também há suspeita de que ela possa ter sofrido abuso sexual, conforme relato do boletim de ocorrência com base em informações dos ferimentos colhidas no hospital. O sepultamento está marcado para às 17h.

O autor do crime foi preso em flagrante, assim como a mãe da criança(foto: TV Poços/Divulgação)
O autor do crime foi preso em flagrante, assim como a mãe da criança (foto: TV Poços/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade