Publicidade

Estado de Minas

Em bilhete, quadrilha ameaça novos incêndios na Grande BH e impõe condições

Quatro pessoas foram detidas na madrugada deste domingo, quando ameaçavam colocar fogo em um ônibus da linha 3850


postado em 10/06/2018 08:39

"Quando não tiver um sistema digno vai haver incêndio". Estas foram as palavras achadas escritas em um papel que estava na mochila de Caio César Moreira Silva, de 24 anos. Ele foi preso na madrugada deste domingo, com mais três pessoas, quando ameaçavam colocar fogo em um ônibus da linha 3850 (Citrolândia/Belo Horizonte).

Militares do 33º BPM faziam um patrulhamento na região do Bairro São Jorge, em Betim, quando viram o grupo parar o coletivo. Ao avistarem a viatura, os quatro fugiram para um matagal, mas foram detidos. Dois menores faziam parte da ação, um de 14 e outro de 16 anos. Com Jonas Vitor Drumond da Cruz, de 18 anos, foram encontrados um galão de combustível e uma caixa de fósforo. Caio César Moreira Silva carregava uma porção de maconha escondida na cueca, a réplica de uma arma na cintura e uma mochila, onde foi encontrado o bilhete.

O grupo foi conduzido à Delegacia Civil de plantão em Betim, onde, questionados, responderam que cumpriam ordens de um traficante da região, conhecido como Jiraiya.

Série de ataques

Há uma semana, bandidos ligados a facção criminosa nacionalmente conhecida promovem uma onda de terror em Minas Gerais, sobretudo no Triângulo e no Sul do estado. São 39 cidades atingidas, 85 maiores presos e pelo menos 24 adolescentes apreendidos. Em todo o estado, 67 ônibus foram queimados na semana passada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade