Publicidade

Estado de Minas

Placas de Faixa Azul já avisam sobre uso de crédito por aplicativo

Placas dos rotativos da cidade já começaram a ser trocadas para informar sobre serviço, que vai permitir a compra de créditos por meio de cartão de crédito e débito. Ainda não há data para o serviço entrar em ação


postado em 06/06/2018 11:28 / atualizado em 06/06/2018 20:38

Funcionários já fazem modificações nas placas da cidade(foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)
Funcionários já fazem modificações nas placas da cidade (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)

O costume dos motoristas de irem até uma banca de revistas para comprar talões de faixa azul está próximo do fim. Os últimos ajustes estão sendo realizados pela BHTrans para o funcionamento de um sistema de monitoramento por meio de aplicativo de telefone celular, que irá substituir as folhas convencionais. A autarquia não informou quando o novo método vai entrar em ação. Porém, funcionários já colocam adesivos em placas do rotativo na Região Centro-Sul da capital mineira informando sobre o serviço.

O em.com.br percorreu algumas ruas da Região Centro-Sul e flagrou os funcionários fazendo a alteração nas placas. Um adesivo está sendo instalado no local onde normalmente está a frase: “Uso obrigatório de talão”. Ela está sendo substituída por: “Use o crédito eletrônico”.

A troca dos talões para a modalidade eletrônica já havia sido anunciada no início de 2017. Na época, o diretor de sistema viário da BHTrans, José Carlos Mendanha Ladeira, informou que o sistema ajudará no combate a uma nova estratégia usada em conluio por flanelinhas e motoristas que burlam o pagamento do faixa azul.

Empresas já estão desenvolvendo aplicativos que serão baixados pelos motoristas. A previsão é que nele o condutor cadastre a placa do veículo e utilize após comprar créditos por meio da operadora de cartão. Também poderão ser realizadas compras em postos de vendas eletrônicos. A BHTrans ainda não deu detalhes de como as duas formas irão funcionar.

Alguns aplicativos já passaram no teste de conformidade, como consta no Diário Oficial do Município (DOM). “APROVADA no Teste de Conformidade, uma vez que o aplicativo está em conformidade com os itens definidos no Termo de Referência – Anexo I. Dessa forma, o aplicativo está homologado”, diz no documento.

O em.com.br entrou em contato com a BHTrans para saber detalhes do serviço, mas ainda aguarda um posicionamento.

Falta de rotativos

Belo Horizonte passa por falta de talões e folhas do “rotativo”. Por meio de nota, a BHTrans informou “que houve um problema de logística, que deve ser solucionado nos próximos dias”. Devido a situação,  a Guarda Municipal informou que foi suspensa a fiscalização das vagas.

Nesta quarta-feira, em novo posicionamento, a BHTrans informou que o contrato com a empresa que faz a distribuição dos talões não foi renovado. “Estão sendo buscadas alternativas para a distribuição. Até a solução, estão suspensas as fiscalizações, feitas pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar, pelo uso do estacionamento sem a folha do rotativo”, completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade